CE

Quanto vale uma vida?

Urge um Novo Pacto sobre Migração e Asilo em prol de uma mais justa e humana divisão de responsabilidades entre os Estados-membros. Mas questionamos algumas das medidas anunciadas.

Queremos mais rotundas!

Depois de anunciar a reposição dos rendimentos da função pública, o primeiro-ministro renuncia aos empréstimos para evitar o aumento da dívida pública. É um contrassenso.

Dinheiro emprestado, não obrigado!

Segundo António Costa, se nos derem, aceitamos, pois nada teremos que pagar de volta, já se nos emprestarem, recusamos, pois não somos capazes de investir de forma reprodutiva, gerando riqueza.

Oportunidade

Temos um BCE ineficaz, uma Comissão Europeia incapaz de tomar medidas comuns e países onde cada um implementa como pode o seu programa de estímulo numa situação de potencial recessão.

Como será o mandato da comissária Elisa Ferreira?

Trata-se de uma boa pasta na nossa perspectiva, com peso no plano europeu e que incide sobre áreas que dizem respeito directamente aos nossos interesses. Mas não terá vida fácil.

Amnésia

Ninguém parece querer estar associado ao que era um inevitável programa de ajustamento. Nem os portugueses que o originaram, nem aqueles que o aplicaram, e muito menos os que, a partir da CE, o supervisionaram e impuseram.

Economia estagnada desacelera

O novo cenário de previsões do FMI distancia-nos da convergência europeia e traz também reflexos muito negativos no défice orçamental deste ano para as nossas contas públicas.

O combate da Europa às ‘fake news’

As eleições europeias vão ser um teste à aplicação das medidas do plano de ação da Comissão Europeia, e as grandes plataformas vão ter aqui um papel fundamental na transparência da propaganda de teor político.

Momento decisivo na Europa

O Brexit também serve para nos fazer refletir sobre o funcionamento da UE e o distanciamento das suas instituições face às necessidades e anseios da generalidade dos cidadãos.
Ver mais artigos