Confidencial Imobiliário

Preços das casas subiram 3,4% nos primeiros dois meses de 2022 (com áudio)

Em janeiro, os preços aumentaram 1,9% em termos mensais, registando um novo crescimento mensal de 1,5% em fevereiro. Nos dois primeiros meses de 2020, os preços tinham verificado um aumento de 3,0% em relação ao final de 2019.

Preços das casas em Portugal fecharam 2021 com aumento de 12,2%

Este valor iguala o registo do ano de 2017, sendo apenas superado pelos valores acima dos 15% verificados em 2018 e 2019. No final do último ano, o preço médio de venda das casas atingiu os 1.822 euros\m2.

Preços das casas com subida homóloga de 11,7% em novembro

Em relação ao mês anterior verificou-se também um crescimento de 1,3%, sendo este o terceiro aumento mensal consecutivo. Preço médio de venda a nível nacional fixou-se nos 1.878 euros/m2.

Preço de venda das casas subiu 9,5% desde março de 2020

Em termos mensais, os preços das casas em setembro de 2021 aumentaram 0,9%, numa diferença marginal face à variação mensal de 0,6% observada quer em junho quer em julho.

Quase 4.700 fogos em Lisboa e no Porto deixaram de pertencer ao alojamento local

De acordo com este estudo da ‘Condifencial Imobiliário’, a capital deu o principal contributo para esta retirada, com cerca de menos 3.100 fogos em atividade entre o quarto trimestre de 2020 e o período homólogo do ano precedente,

Investimento estrangeiro em habitação caiu 53% no segundo trimestre em Lisboa

Os compradores chineses foram os mais dinâmicos, com uma quota de 33% no volume de investimento internacional. Seguiram-se os franceses com 13%, os brasileiros com 7%, os norte-americanos com 6%, e os britânicos, com uma quota de 5%.

Alojamento local em Portugal fechou época alta com ocupação de 11% em Lisboa e 16% no Porto

No período de junho a agosto deste, junho foi o mês mais penoso para o AL, com as ocupações a atingirem 4% em Lisboa e 8% no Porto.

Preços das casas na zona histórica de Lisboa subiram 2,9% no primeiro semestre

Esta subida contraria os dados do ano passado, quando se registou uma variação semestral praticamente nula no primeiro semestre, a que se seguiu uma descida de 3,8% no segundo semestre de 2019.

Foram vendidas perto de 45 mil casas em Portugal no primeiro trimestre do ano

Este número representa uma quebra de 5% face às cerca de 47.350 unidades transacionadas no trimestre anterior, de acordo com as projeções da Confidencial Imobiliário.
Ver mais artigos