eleições diretas PSD

Portugal precisa de um PSD forte, unido e vitorioso

Nas eleições de sábado, que são diretas, cabe a cada um dos militantes do PSD, e não às estruturas diretivas concelhias ou distritais, escolher livremente aquele que será o candidato a primeiro-ministro de Portugal.

Uma alternativa mobilizadora

O PSD que saiu destas eleições é indiscutivelmente mais forte e comprometido com o futuro. Porque a legitimidade é um valor inerente à democracia e Rui Rio conquistou essa legitimidade.