eleições presidenciais

O navio que vai ao fundo

Mas mais importante do que conhecer a pessoa, i.e., Gouveia e Melo, é saber o que pensa sobre Portugal, o nosso papel no mundo, a sua visão sobre diversos pilares do Estado, sobre a Justiça, entre outras questões relevantes. Ora, sobre tudo isto, a informação é zero.

E agora, Brasil?

As lições fatais destes anos passados devem ser levadas bem a sério, pois minaram a democracia e fizeram-na cair em descrédito.

Marisa Matias preocupada com “reconfiguração” à direita numa eleição em que fica “longe dos objetivos”

A candidata apoiada pelo Bloco de Esquerda falha o objetivo de igualar a votação que obtivera nas presidenciais passadas, mas deixa a garantir de não desviar a cara às lutas “difíceis e fundamentais” que se aproximam.

Projeções: Marcelo Rebelo de Sousa vai ser reeleito à primeira volta

Todas as televisões coincidem na vitória de Marcelo Rebelo de Sousa, com valores entre 55,5% e 62%. Aquém do recorde obtido por Mário Soares em 1991 mas muito acima dos 52% que teve há cinco anos.

Marisa Matias elogia organização e afluência e apela: “venham votar”

A eurodeputada e candidata apoiada pelo Bloco de Esquerda aguardou cerca de 40 minutos para votar esta manhã, em Coimbra.
eleições_legislativas_voto_urna_votar

CNE salienta que votar é seguro e eleitores devem informar-se em que local votam

O presidente da CNE defendeu depois que o ato de votar “não tem os riscos da ceia de Natal ou de outras confraternizações, comportando mesmo menos riscos do que ir às compras”.

Eleições presidenciais: Mais transportes públicos para que portugueses possam votar

Comissão Nacional de Eleições considera “excecionais as situações em que, designadamente, existem distâncias consideráveis entre a residência dos eleitores e o local em que estes devem exercer o direito de voto, sem que existam meios de transporte que assegurem condições mínimas de acessibilidade”.

PSD: “Governo não pode contribuir para a desmobilização dos eleitores” com fraca organização para votar

O vice-presidente do PSD começou por detalhar de que forma o partido se opõe ao atual confinamento, falando em ineficácia, incoerência e lentidão, para depois alegar que a falta de preparação do Governo mostra uma desvalorização das eleições presidenciais e coloca os eleitores em risco de exposição ao vírus.

Vitorino Silva defende dez deputados para a emigração e junção de círculos com menos deputados

Candidato presidencial conhecido por “Tino de Rans” quer junção dos três círculos alentejanos ou dos dois trasmontanos para aumentar representatividade na Assembleia da República. E garante que nunca pediu “um ‘frame’ de televisão” por ter sido ensinado a não aceitar “rebuçados envenenados”.
Ver mais artigos