estradas

Projeto de variante à EN210 entre Lordelo e Corgo entra em fase de consulta pública

A APA informa que, durante o período de consulta pública, que decorre por um período de 30 dias úteis, de 22 de fevereiro a 4 de abril de 2022, a documentação se encontra disponível no portal Participa.

Acidentes de viação diminuíram em 2020 e continuam a baixar este ano

A sinistralidade rodoviária e o número de mortos e feridos resultantes de acidentes de viação em 2020 diminuíram cerca de 26%, comparativamente ao ano anterior, uma tendência de descida que se manteve no primeiro trimestre de 2021.

Madeira: saiba quais as estradas encerradas ou condicionadas ao trânsito devido ao temporal

A Proteção Civil contabilizou 34 ocorrências, provocadas pelo temporal, que assolou a Madeira durante a passada quinta-feira.

Pedro Nuno Santos marca conclusão da primeira fase da variante à EN210

A obra em causa representa um investimento global de 7,6 milhões de euros e envolveu a construção de uma nova estrada alternativa à EN210 e EN304, com 2,6 quilómetros de extensão.

R.I.R vai plantar bananeiras em protesto por estradas degradadas da Madeira

A iniciativa vai começar em Câmara de Lobos. O R.I.R diz não ser aceitável possuir estradas neste estado de degradação tendo em conta que os contribuintes madeirenses “pagam o impostos de circulação automóvel e as inspecções automóveis mais caras do país”.

Operação Ano Novo: Mais cinco mortos e 429 acidentes nas estradas portuguesas

De acordo com a GNR, cinco pessoas morreram e 429 acidentes foram registados nas estradas portuguesas nos dois primeiros dias da Operação Ano Novo.

Estrada que sofreu derrocada passou para a gestão municipal em 2005

A IP assinou um protocolo com os municípios de Borba e de Vila Viçosa, em junho de 2005, segundo o qual se oficializou a transferência de competências e as duas autarquias passaram a gerir esta infraestrutura rodoviária.

Sinistralidade rodoviária voltou a aumentar. As causas da “guerra civil” e os planos na gaveta desde 2001

Mais acidentes e vítimas mortais nas estradas portuguesas, nos últimos dois anos, invertendo tendência de decréscimo desde 2010. “Os desastres rodoviários não são acidentais”, sublinha Manuel João Ramos, presidente da ACA-M. “Têm causas objetivas e responsabilidades averiguáveis”, desde logo ao nível das políticas públicas.

Infraestruturas de Portugal vai investir mais de 100 milhões nas estradas

A IP adianta que “consigna contratos no valor global de 107,5 milhões de euros para a execução de trabalhos de conservação corrente da Rede Rodoviária Nacional ao longo dos próximos três anos”.
Ver mais artigos