falência

Madeira tem diminuição de processos de insolvência, falência e recuperação de empresas

No terceiro trimestre deram entrada na Comarca da Madeira 41 processos ligados a insolvência, falência e recuperação de empresas. Foram finalizados 40 processos, 38 terminaram em insolvência/falência.

Madeira regista aumento nos processos de falência ou insolvência de empresas

Dos 63 processos concluídos, 54 terminaram em falência ou insolvência, o que contrasta com os 51 e os 38 referentes ao trimestre anterior e ao período homólogo.

A ‘religião’ dos patrões da Ongoing

A responsabilidade pelas perdas causadas aos trabalhadores, credores e contribuintes pelo colapso da Ongoing será de Vasconcelos, Mora e de quem lhes colocou mais de mil milhões nas mãos para controlarem grupos de media e centros de decisão estratégicos.

Madeira: processos de insolvência, falência e recuperação de empresas aumentam 25%

No quatro trimestre deram entrada na Comarca da Madeira 55 processos referentes a falência, insolvência e recuperação de empresas.

Processos de falência, insolvência e recuperação de empresas tiveram quebra de 10% na Madeira

Dos 44 processos finalizados, 39 terminaram em falência ou insolvência.

Economia de Schrödinger

A verdadeira situação da economia portuguesa é um mistério. Se fossem retiradas as medidas de apoio e as moratórias, qual seria o impacto? Quantos mortos-vivos temos na economia?

Preparar 2021

A principal razão que irá continuar a suportar os mercados em 2021 é a decisão dos bancos centrais de intervirem de forma coordenada e apoiarem a política fiscal expansionista dos governos, sem limites.

Madeira regista ligeira descida em processos de insolvência, falência, e recuperação de empresas

No segundo trimestre a Comarca da Madeira teve 135 processos de falência, insolvência, ou recuperação de empresas. Aqui estão incluídos processos entrados, findos e pendentes.

AHP avisa que falta de apoio ao setor vai provocar encerramento de hotéis e falência de empresas

A AHP considera que a forma como o Primeiro Ministro encara a hotelaria revela um profundo erro de análise e que a decisão de proibição de circulação no âmbito do Estado de Emergência agora decretado vem agravar ainda mais a situação do setor da hotelaria”.
Ver mais artigos