flat tax

Gente feliz sem lágrimas

Defender taxas de imposto iguais para todos como solução para os problemas da economia portuguesa foi só mais uma ideia populista de mais uma campanha eleitoral.

‘Flat tax’, sim ou não?

Com a nova proposta não seria aplicável a progressividade, a qual é fulcral na diminuição das desigualdades sociais. Além do mais, a capacidade de o Estado prover aos cidadãos bens e serviços públicos ficaria, também, comprometida.

Fiscalidade e desigualdade

É difícil não encarar como positiva uma descida dos impostos em Portugal, acompanhada de uma necessária reforma do Estado, mas devemos ter muito cuidado com qualquer proposta que possa agravar as desigualdades sociais.

A quem interessa uma sociedade mais desigual?

Se o capitalismo liberal quiser sobreviver, não poderá ignorar o problema das desigualdades sociais, sob pena de fornecer ainda mais argumentos aos que o querem destruir.

A imoral, injusta e ineficiente ‘flat tax’

O Chega tem no seu programa propostas fiscais de teor tão libertário que nem a Iniciativa Liberal ousou propor.