Francisco Furtado Mendonça

Imposto sobre bebidas açucaradas fez preços dispararem 30% nos refrigerantes

O balanço da Probeb – Associação Portuguesa das Bebidas Refrescantes Não Alcoólicas dá ainda conta de que as empresas que produzem estas bebidas em Portugal estão a sofrer concorrência de produtos não afetados pela taxa, tendo-se registado uma quebra de vendas da ordem dos 5%.