FrenteMar

Coligação Confiança critica chumbo de proposta para salvaguardar postos de trabalho na Frentemar

A Coligação Confiança refere que a proposta previa o estabelecimento de Acordos de Cedência de Interesse Público aos quatro trabalhadores, sobre os quais impende uma intenção de despedimento, para que pudessem continuar a exercer o seu trabalho ao serviço da Câmara Municipal do Funchal.

Câmara do Funchal apresenta nova proposta para dissolução da FrenteMar

O presidente da Câmara do Funchal refere que esta nova proposta “contempla as exigências dos partidos” com representação na Assembleia Municipal. “Estamos a fazer tudo o que é possível para que, através da cooperação e do diálogo, possamos em breve ver reunidas as condições para que estes trabalhadores possam sair da incerteza em que ficaram mergulhados, depois de chumbada a primeira proposta, e possam ser integrados nos quadros da Câmara Municipal do Funchal já no dia 1 de janeiro de 2021”, explicou Miguel Gouveia.

Executivo do Funchal oficializa dissolução da Frentemar

A reunião de Câmara aprovou a adjudicação por 3,9 milhões de euros da obra de reabilitação do antigo Matadouro do Funchal.

PS defende “decisão corajosa” de Miguel Gouveia de dissolver Frentemar

Os socialistas afirmaram que o executivo municipal passou os últimos seis anos a pagar as dívidas que o PSD deixou. “Tentamos acabar com a injeção artificial de dinheiro na empresa, tentamos optimiza-la, mas devido a tempestades que houve que destruíram diversos complexos balneares e à manutenção anual, o que é certo é que não foi possível equilibrar a situação financeira da empresa municipal. Foi uma decisão corajosa e humilde do atual executivo camarário que apoiamos”, disse Miguel Iglésias, deputado do PS.

PSD e CDS-PP acusam executivo do Funchal de má gestão na empresa Frentemar

O PSD refere que a dissolução da Frentemar resulta de “da má gestão, devido à falta de rigor e incompetência, e de uma política sem transparência”, enquanto que o CDS-PP questionou “como se pode gerir o património público quando depois vão falindo as empresas”.

FrenteMar será dissolvida e integrada na autarquia do Funchal

Os 116 postos de trabalho será mantidos e as dívidas a fornecedores pagas.
Ver mais artigos