guerra comercial

A arma do dinheiro digital

A China prepara-se para se tornar na primeira e mais poderosa economia a deter uma moeda digital nacional, antecipando a versão digital do euro que o Banco Central Europeu está a ponderar lançar.

EUA inclui quatro firmas chinesas a lista negra que bloqueia acesso a tecnologia

O Pentágono acrescentou quatro empresas, incluindo a Semiconductor Manufacturing International Corp. (SMIC) e a China National Offshore Oil Corp. (CNOOC), a uma lista de entidades que considera integrarem os esforços da China para modernizar as suas forças armadas.

EUA aprovam legislação que pode excluir firmas chinesas do seu mercado de capitais

A Lei de Responsabilidade de Empresas Estrangeiras determina que uma firma seja impedida de cotar-se numa bolsa de valores dos Estados Unidos, se não cumprir as auditorias do conselho de contabilidade norte-americano durante, pelo menos, três anos consecutivos.

NATO aponta China como potencial ameaça para área euro-atlântica

No documento, realizado por dez especialistas escolhidos pelo secretário-geral da organização, Jens Stoltenberg, refere-se a China não apenas como uma ameaça para os Estados Unidos, mas também para os países europeus, que têm tentando manter-se neutros face à crescente rivalidade entre as duas maiores economias do mundo.

A montanha-russa

Vem aí um rol de eventos e anúncios que irão colocar à prova os nervos dos investidores: das múltiplas vacinas e negociações comerciais entre EUA e China às eleições americanas.

‘Game over’

A próxima administração americana é estratégica para o redesenho internacional, e para minimizar estragos. Ou não. Vivemos um momento histórico, mas histórico nem sempre quer dizer bom.

Vem aí o sétimo de cavalaria

Por existir o perigo real de se evoluir para uma confrontação cinética entre EUA e China, é crucial que a UE deixe de ser espetador e venha para o campo assumir o papel de árbitro.

Tensão comercial entre Estados Unidos e China e Covid-19 no topo dos riscos políticos de 2020

Consultora de risco March prevê que a aproximação das presidenciais norte-americanas seja acompanhada por uma escalada do confronto entre as maiores economias mundiais, sendo a tecnologia a principal frente de batalha. Relatório aponta para impacto negativo de 700 mil milhões de dólares devido à guerra comercial.

Paulo Portas: “Há possibilidades de respirar melhor, com menos dúvidas, do que há umas semanas”

Ex-governante apontou tréguas entre Estados Unidos e China e clarificação do Brexit como pontos positivos na palestra “Geoestratégia do Mundo em 2020”.
Ver mais artigos