Jerónimo de Sousa

Jerónimo e o “boy”

Para arranque desta nova travessia é muito poucochinho e é uma visão miserabilista do futuro. Ou não. Pode ser apenas o reconhecimento que o PCP não tem futuro.

Paz social em risco

Apesar dos ventos de feição à esquerda dos últimos seis anos, houve oito greves gerais da função pública desde que António Costa tomou posse como primeiro-ministro, sendo o motivo principal dos protestos a perda de rendimentos.

PCP e as entrelinhas da sucessão de Jerónimo. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes”

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

Assim se vê a fraqueza do PC

O enfraquecimento do PCP não resulta de erros de Jerónimo de Sousa, mas da falência da ideologia. A Raimundo caberá prestar os cuidados paliativos a um partido fatalmente doente em lento e irreversível declínio.

Jerónimo de Sousa: “O PCP faz falta e o momento político prova-o”

O histórico secretário-geral do Partido Comunista Português dá este sábado uma longa entrevista à agência Lusa, na qual reafirma a importância do partido na sociedade portuguesa, admite ter sentido uma “mágoa política” com António Costa e diz que continua a ter mais projeto do que memória.

PCP defende aumento do salário mínimo nacional para 850 euros em janeiro

O secretário-geral do PCP acusou o Governo de querer “retomar todos os caminhos da política de direita, fazer comprimir ainda mais os salários, facilitar a exploração, abrir espaço para os negócios privados na saúde e na educação, condicionando ou justificando as suas opções com as orientações e imposições da União Europeia e do euro”.

PCP exige reversão do processo de encerramento de balcões da CGD

Os Comunistas revelaram em comunicado que vão chamar o ministro das Finanças à Assembleia da República para saber as intenções do Governo para com o banco público.

PCP avisa que SNS “não precisa de amores platónicos” mas de ser reforçado

Depois de acusar o Governo de “nada resolver em relação à valorização das carreiras e remunerações da saúde”, e de ter como “prática normal” a suborçamentação na Saúde, Jerónimo de Sousa acusou o PS de manter relações próximas com os grupos privados de saúde.

PCP exige “outra atitude” ao Governo para contrariar “escandalosos” aumentos dos combustíveis

“É tempo de o Governo tomar outra atitude face aos aumentos escandalosos dos combustíveis, regulando os preços e fixando preços máximos”, defendeu Jerónimo de Sousa em Beja.
Ver mais artigos