João Vale e Azevedo

De Vale e Azevedo a Fátima Felgueiras. Portugueses que fugiram à Justiça

João Rendeiro, o ex-presidente do Banco Privado Português, fugiu do país após ser condenado a uma pena de prisão efetiva de três anos e seis meses por burla qualificada. De Vale e Azevedo a Fátima Felgueiras, conheça outros casos de portugueses que fugiram à Justiça após serem condenados.

Tribunal da Relação de Lisboa declara prescritos crimes de Vale e Azevedo

Antigo dirigente do Benfica está a aguardar julgamento por vários crimes em Londres, mas já não pode ser preso pelo desvio de 1,2 milhões de euros.

Da liberdade de 30 segundos às fugas para Londres: os 18 anos ‘loucos’ de Vale e Azevedo

Dezoito anos depois de ter deixado a liderança do clube lisboeta, João Vale e Azevedo tem vivido uma ‘montanha-russa’ de julgamentos, fugas para o estrangeiro, até períodos de liberdade…. de 30 segundos.

Vale e Azevedo penhorado por não pagar 83 mil euros à Caixa

O ex-presidente do Benfica, Vale e Azevedo, foi executado pela Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores (CPAS) por não ter pago, nos últimos anos, as contribuições mensais no valor de 83 mil euros. Os casos mais graves chegam a atingir os 229 mil euros de contribuições em atraso.

Vale e Azevedo: Como um anónimo conseguiu dominar a agenda mediática

João Vale e Azevedo passou de anónimo a presidente do Benfica em ano e meio, com “aparente facilidade”, apoiado no domínio dos mecanismos da agenda mediática, segundo o trabalho académico do jornalista António Varela, que é hoje apresentado.