José Sócrates

Luís Paixão Martins: “Campanha de Cavaco foi a mais difícil, a de Sócrates foi a mais fácil”

Luís Paixão Martins foi consultor de comunicação nas campanhas de José Sócrates em 2005, Cavaco Silva em 2006 e António Costa em 2022. Lançou agora o livro “Como perder uma eleição”, onde partilha a sua experiência. Em entrevista ao JE, aborda estas campanhas (que culminaram em duas maiorias absolutas e uma vitória à primeira volta nas presidenciais) analisa o maior ativo tóxico de António Costa, reflete sobre as sondagens e explica porque é que as palavras “maioria absoluta” foram evitadas na campanha de Costa.

O paradoxo luso-brasileiro

A narrativa da fraternidade, dos laços de amizade histórica, da partilha da língua é parte da relação luso-brasileira e tem dificultado a construção de uma sintonia entre a auto-imagem de um país e a respectiva percepção pelo outro.

Costa garante não ter visto a entrevista de Sócrates à CNN

“Não tive a oportunidade de ver”, afirmou o líder socialista aos jornalistas depois de ação de rua em Leiria. Questionado sobre se o antigo primeiro-ministro era “tóxico”, respondeu: “Tóxico é não votarmos nas legislativas”.
eleições_legislativas_voto_urna_votar

Legislativas antecipadas seriam as mais ‘adiantadas’ de sempre (com áudio)

Cenário de dissolução da Assembleia da República colocaria limite legal para a convocação do ato eleitoral muito próximo do Natal e do Ano Novo. Dia 9 de janeiro, que é o segundo domingo de 2022, seria a data mais provável. Até hoje, as legislativas que vieram mais cedo no calendário foram as de 2005, a 20 de fevereiro.

Operação Marquês: Sócrates diz ao PS que presunção de inocência vale para todos

O antigo primeiro-ministro José Sócrates reclamou hoje que o PS seja generalista e nunca seletivo quando manifesta respeito pela presunção da inocência, num alusão à posição do partido face ao processo judicial que envolve o autarca do Porto.

Ana Gomes sai em defesa de João Cravinho e acusa PS de “negação socranetista” sobre corrupção

A ex-eurodeputada socialista e ex-candidata presidencial entende que o Partido Socialista, ao considerar “injustas” as afirmações de tem ficado aquém no combate à corrupção e chegou mesmo a travar o pacote anticorrupção de João Cravinho, está a “enterra-se” ainda mais.

Sócrates, o pária dos portugueses

O antigo primeiro-ministro pode tentar enganar-se a si próprio, acreditando que qualquer vitória em tribunal limpará a sua imagem e que um dia a comunidade voltará a respeitá-lo. Está redondamente enganado.

Em contraciclo

Ao contrário do que é a voz corrente, a questão que se coloca é, menos, a das simpatias do citado juiz e, muito mais, a capacidade extrema que o nosso Ministério Público tem de rebentar com tudo o que é processo mediático.

Chumbo europeu e justiça

O juiz do processo de instrução esteve globalmente bem e tocou num tema que não pode ser tabu, que é a distribuição dos processos. O juiz Ivo Rosa fez um favor à justiça.
Ver mais artigos