kwanza

Presidente de Angola afirma estar preocupado com aumento do custo de vida

João Lourenço garante estar a trabalhar para melhorar situação que se começou a verificar após a introdução do IVA, no início de outubro. E alerta para efeitos de especulação na economia angolana.

Reformas e fortalecimento do petróleo são cruciais para estabilidade de Angola

O banco Standard considerou hoje que o programa de reformas estruturais em Angola, juntamente com o fortalecimento do setor petrolífero, são cruciais para garantir o regresso à estabilidade macroeconómica, depois de três anos de recessão.

Ebury: “Nos últimos anos, a moeda mexe por política e não macroeconomia”

Especialistas em câmbio, o diretor geral e o responsável pelo escritório da ‘fintech’ Ebury em Portugal falam da “irracionalidade” atual no mercado global. Em entrevista ao Jornal Económico, explicam que moedas a que as empresas portuguesas estão muito expostas – como a brasileira, angolana ou moçambicana – continuarão voláteis.

Kwanza angolano voltou a desvalorizar 10% em novo leilão de divisas

No leilão desta terça-feira, a taxa média ponderada foi de 248,77 kwanzas por euro e 203,61 kwanzas por dólar. Esta foi a segunda venda de divisas depois de o Banco Nacional de Angola ter abandonado a taxa de câmbio fixa, o que implica deixar o valor do kwanza nas mãos do mercado.

Kwanza angolano afunda no primeiro teste ao novo regime cambial

O Banco Nacional de Angola realizou esta terça-feira o primeiro leilão de divisas depois de ter anunciado o abandono do câmbio fixo face ao dólar e ao euro. A medida pode ser positiva para o país, mas também pode resultar numa queda a fundo do valor do kwanza.

Novo Presidente de Angola vai herdar um legado (e uma crise de divisas)

Até ao final da semana deverá tornar-se oficial que João Lourenço sucede a José Eduardo dos Santos na liderança do país africano. Entre os desafios que o novo presidente vai enfrentar está um problema cambial, que dura há mais de dois anos e deixou os cofres de Luanda sem divisas.

Angola limita contratação de trabalhadores estrangeiros e só paga em moeda local

O decreto assinado no início do mês pelo presidente José Eduardo dos Santos determina que os salários têm de ser pagos em kwanzas e as empresas não podem ter mais de 30% de trabalhadores estrangeiros.

Angola: Será o fim do reinado de José Eduardo dos Santos o início de uma nova era?

Conhecido pelo povo como “Zedu”, José Eduardo dos Santos vai deixar a presidência em agosto. É o segundo presidente com mais tempo no poder em todo o mundo, apenas ultrapassado pelo ditador Teodoro Obiang. Sucede-lhe João Lourenço, profundo conhecedor do aparelho partidário e das forças armadas.
Ver mais artigos