mercados emissores

Pode o Turismo retirar Portugal da recessão em 2021?

A oportunidade de reabrirmos portas ao turismo com sucesso ganhou mais visibilidade após o Reino Unido ter incluído Portugal na lista de países seguros para viajar, sendo, aliás, o único país da UE que mereceu essa inclusão.

Turistas britânicos continuam a liderar visitas a Portugal apesar de quebra de 78%

Por regiões, a área metropolitana de Lisboa registou o maior recuo em 2020 em termos de dormidas, seguida das regiões autónomas dos Açores e da Madeira. Todos os principais mercados emissores de turistas registaram quebras acima de 65% em 2020, com três mercados a registarem quedas acima dos 80%: Irlanda, Estados Unidos da América e China (83%).

Páscoa faz disparar vinda de turistas espanhóis. Mercado cresce 30% no 1º trimestre

Relativamente a março, assinalam-se ainda os crescimentos nos mercados norte-americano, ao crescer 17,7%, e o italiano, que subiu 10,9%, revela esta terça-feira o Instituto Nacional de Estatística no relatório da Atividade Turística, referente a março deste ano.

Turismo: Hotelaria recebe mais portugueses e menos estrangeiros em julho

O mercado interno retomou o crescimento das dormidas (3,0% face a -0,4% no mês anterior), enquanto os mercados externos desaceleraram (5,4% face a 10,2% em junho).

Hotelaria: Receitas continuam a crescer e atingem 318,8 milhões euros em maio

Na hotelaria, os proveitos continuam a aumentar (19,5%), apesar de menos intensamente que no mês anterior (31,1% em abril), tendo atingido 318,8 milhões de euros.

Turismo em Portugal desacelera em fevereiro. Brasil mantém liderança

A hotelaria registou 1,1 milhões de hóspedes e 2,8 milhões de dormidas em fevereiro de 2017, a que corresponderam aumentos de 8,6% e 7,9% (13,8% e 12,7% em janeiro de 2017, respetivamente).

Brasil ainda lidera mercados emissores? INE revela hoje números da atividade turística

O setor do Turismo em Portugal viveu em 2016 um ano de recordes e 2017 arrancou neste mesmo registo. O INE revela hoje se fevereiro também confirma a tendência de crescimento.
Ver mais artigos