Mercados Norte-americanos

Mercados disparam à boleia do otimismo sobre anúncio de tréguas na guerra comercial

Wall Street reagiu em alta ao anúncio de que os Estados Unidos e a China vão retomar as negociações sobre a guerra comercial. No entanto, analistas antecipam que mercados deverão corrigir ao longo da semana.

Nasdaq lidera ganhos em Wall Street no dia em que a Lyft se estreia em bolsa

Sinais de progressos nas negociações entre os EUA e a China animam os investidores. Dia está a ser também marcado pela entrada em bolsa da plataforma de mobilidade Lyft, concorrente da Uber.

Pessimismo toma conta de Wall Street com receios do abrandamento económico

Mercados norte-americanos corrigem, seguindo a tendência dos pares europeus. Dia ficará ainda marcado pela apresentação do plano empresarial da Apple.

Trump pondera alargar prazo das negociações comerciais e Wall Street reage em alta

O presidente dos EUA admite a possibilidade de estender o prazo das negociações se, até ao dia 1 de março, as duas potências económicas estiverem perto de um acordo. Esta semana, em Pequim, a capital chinesa, iniciou-se uma nova ronda de negociações, que deverá durar até sexta-feira.

Wall Street corrige em vésperas de reunião do G20

Mercados norte-americanos abriram a sessão desta quinta-feira em terreno negativo, após o ‘rally’ de ontem, na sequência das declarações do presidente da Reserva Federa norte-americana, Jerome Powell, que aumentaram a expectativa que o banco central avance com o terceiro aumento das taxas de juro este ano.

Tecnológicas e petróleo pressionam mercados norte-americanos

FANG, o grupo de ações de tecnologia de alto crescimento, perdeu força e o Facebook, a Amazon, a Netflix e a Alphabet fixaram-se entre 1,5% e 2,01%.

Wall Street desce com preocupações sobre a desaceleração da inflação na China

Investidores reagem à publicação dos dados sobre a inflação chinesa, que aumentou para 2,5% em outubro face ao ano anterior, mas abrandou em termos mensais.

Mercados norte-americanos corrigem, à espera da Fed

Wall Street abre a sessão no vermelho no último dia da reunião da Reserva Federal norte-americana. Expectativas são que o banco central mantenha as taxas de juro, apesar da turbulência de outubro nos mercados financeiros e da pressão política.

Wall Street negoceia sem tendência definida

Praças norte-americanas têm negociado mistas ao longo do ano, com recuos periódicos.
Ver mais artigos