OPA

Família Queiroz Pereira revê em alta preço da OPA sobre a Semapa de 11,4 para 12,17 euros

Segundo um comunicado enviado esta terça-feira à tarde à CMVM, o preço oferecido pela Sodim por cada ação da Semapa teve um subida de 6,8% face ao primeiro anúncio preliminar, de 18 de fevereiro.

Pluris diz que processo de contra-ordenação da ERC não pode destruir compra de 30% da Media Capital

Empresa de Mário Ferreira encomendou um parecer ao Centro de Pareceres da Universidade Católica que considerou que “uma decisão da ERC que considere existir alteração de domínio não autorizada, não é suscetível de ferir de invalidade um negócio jurídico”.

Pluris discorda da fundamentação da CMVM para lançar OPA sobre 70% da Media Capital

Pluris “lamenta” que a CMVM não tenha considerado as provas apresentadas para ilidir a presunção de exercício concertado com a Vertix sobre a Media Capital, que salienta ter sido “delimitado no tempo e terminado a 3 de novembro”, em comunicado.

“Bebé” da EDP e Engie ainda não tem nome, mas longa gravidez acelerou pós-OPA

O fantasma na sala, a China Three Gorges, só apareceu perto do fim, na parte das perguntas e respostas.

Vendas do Minipreço recuaram 3,2% no primeiro trimestre

Em Portugal, a dona do Minipreço apresentou perdas líquidas de 138,8 milhões de euros no primeiro trimestre de 2019. Este valor apresenta uma quebra de 5,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Moody’s: “EDP vai continuar a beneficiar da participação da China Three Gorges”

A Moody’s mantém a sua avaliação sobre a EDP, apesar de a OPA lançada pela empresa estatal chinesa ter morrido na assembleia-geral de acionistas da elétrica na quarta-feira.

Mexia: “Resultado da AG é da exclusiva responsabilidade dos acionistas. Parceria com CTG é para manter”

As declarações do presidente executivo da EDP tiveram lugar após o fim da assembleia-geral de acionistas que ditou o fim da OPA lançada pelos chineses da CTG. “As conclusões da AG são naturais”, afirmou António Mexia.

Governo de Merkel propõe medida protecionista para proteger empresas estratégicas de OPA estrangeiras

A proposta partiu do Ministério da Economia e pretende defender setores germânicos estratégicos face às cada vez mais frequentes ofertas públicas de aquisição (OPA) lançadas por empresas estrangeiras. Berlim quer defender a sua competitividade no mercado global.

Depois das críticas do fundo americano, chineses da CTG garantem que continuam a trabalhar na OPA da EDP

A companhia estatal chinesa rejeitou comentar as críticas feitas pelo fundo Elliott, que considera que a OPA poderá provocar um “enfraquecimento da EDP”.
Ver mais artigos