Pablo Forero

CGD, BPI e Santander registaram provisões em conjunto de 122 milhões de euros no primeiro trimestre

A Caixa Geral de Depósitos foi, até ao momento, o banco que registou provisões de maior valor: 60 milhões. Seguiu-se o BPI, com 32 milhões, e o Santander Totta, com 30 milhões. Espera-se que, ao longo do ano, os bancos portugueses continuem a reforçar as provisões e, também por isso, deverão apresentar uma queda dos lucros anual que, aliáss, já está a acontecer.

Fernando Ulrich mantém-se como chairman do BPI. Pablo Forero goza reforma em Portugal

Pablo Forero vai reformar-se e, assim, abandona a liderança do BPI no final do seu mandato. A reforma vai ser passada em Portugal, país onde ficará a viver, revelou esta segunda-feira. Será substituído por João Oliveira e Costa. Para já, é a única dança de cadeiras a ocorrer no topo da gestão do BPI uma vez que Fernando Ulrich se vai manter como ‘chairman’ da instituição de crédito.

Pablo Forero diz que aumento de provisões antecipa subida de malparado nos próximos trimestres

“Este não é o momento de maximizar os resultados, é o momento de maximizar a prudência”, disse o presidente do BPI na sua última apresentação de resultados. Pablo Forero garantiu que não estão a usar os pedidos de moratória para calcular o risco de malparado futuro, e que apenas se baseia no cenário macroeconómico. O BPI não antecipa prejuízos para o final do ano.

Aumento do prazo das moratórias de crédito? Presidente do BPI prefere esperar pela iniciativa do Governo

“Tivemos uma reunião com o ministro da Economia na quinta-feira para falar das moratórias”, disse Pablo Forero. Sobre o alargamento do prazo da moratórias, o CEO do BPI disse que “a iniciativa deve estar nas mãos do Governo”, sendo que a Associação Portuguesa de Bancos (APB) “vai acompanhar” a situação. “O ministro estava em cima da situação e até apresentou sugestões”, reforçou.

Lucros do BPI caem 87% para 6,3 milhões de euros no primeiro trimestre

Em comunicado, a instituição de crédito, liderada por Pablo Forero, explicou esta evolução devido “ao impacto de fatores relacionados com a crise da pandemia de Covid-19, nomeadamente, queda nos mercados financeiros e reforço de imparidades para fazer face a impactos futuros que, em conjunto, tiveram um impacto negativo de 47 milhões de euros no resultado antes de impostos”. As imparidades de crédito registadas no primeiro trimestre somaram 32 milhões de euros.

BPI faz análise de risco para dar financiamento no âmbito das linhas de crédito do Governo

Em audição no Parlamento, Pedro Barreto, administrador do BPI, não detalhou as taxas de juro que o banco está a praticar na concessão de crédito, mas revelou que “a taxa de juro praticada ficou muito abaixo das taxas máximas e foram inclusivamente mais baixas do que as operações faz a seis anos”.

Parlamento aprova por unanimidade audições aos cinco principais banqueiros e ao governador do BdP

Os deputados da Comissão de Orçamento e Finanças aprovaram esta quinta-feira, por unanimidade as audições parlamentares aos CEO da CGD, BPI, Novo Banco, BCP e Santander Totta e ao governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, após dois requerimentos apresentados pelo CDS. Deputados querem discutir medidas implementadas pela banca durante da Covid-19.

BPI suspende distribuição de dividendos de 117 milhões de euros

O BPI, liderado por Pablo Forero, decidiu suspender a distribuição de 117 milhões de euros em dividendos ao seu acionista único, o CaixaBank. Impacto económico severo da Covid-19 está na origem da decisão.

BPI alarga moratórias para famílias e empresas com carência de capital entre seis a doze meses

A partir de segunda-feira, os clientes que estejam em situação regular com o BPI poderão beneficiar do alargamento do regime da moratória publica junto do banco, que prevê dar carências de capital entre seis e doze meses.
Ver mais artigos