pacemaker

500 mil ‘pacemakers’ recolhidos por risco de ‘hacking’

Recolha não implica a remoção do aparelho dos corpos dos doentes mas sim uma actualização do firmware, aplicada pela equipa de segurança, para corrigir os gaps de segurança.

Alerta de segurança: Pacemakers e bombas de insulina podem ser hackeados

Empresa alemã de segurança de dados alerta para possíveis falhas de segurança relacionadas com a digitalização de dispositivos de saúde.