paraísos fiscais

Que mundo este!

Atrair investimento sem vender a alma, estimular a criação de riqueza sem que essa riqueza se acomode em paraísos fiscais, e proporcionar uma vida digna a todos os nossos compatriotas, é um exercício político muito exigente.

A inflação não deve prejudicar ainda mais os serviços públicos

A inflação desenfreada lembra-nos que há cada vez mais trabalhadores pobres nos serviços públicos. Os governos deveriam financiar serviços públicos de qualidade e obrigar as empresas maiores e mais ricas a contribuir.

“A Arte da Guerra”. “Paraísos fiscais? Números são perfeitamente escandalosos”

A nova investigação do consórcio (ICIJ, na sigla em inglês), nomeada “Pandora Papers”, põe a descoberto os segredos financeiros daqueles 35 líderes mundiais (atuais e antigos) e de mais de 330 políticos e funcionários públicos, de 91 países e territórios, entre os quais Portugal. Este foi um dos temas em destaque na última edição do programa da JE TV.

O circo mediático

Os “empresários maus” têm, entre outras ‘vantagens’ a de fazer desaparecer as políticas que proporcionaram, facilitaram e incentivaram todas as manigâncias que vieram a público na Comissão de Inquérito.

EUA querem imposto mínimo global sobre as empresas: vamos seguir o seu exemplo

Esta iniciativa, que também está a ser discutida pelas instituições europeias, seria um passo essencial para restaurar a confiança no sistema fiscal em geral. A UE estaria assim na linha da frente da transparência internacional.

As alterações do OE 2021 na área do imobiliário

Não nos parece que este OE 2021 tenha medidas penalizadoras do investimento imobiliário, embora algumas possam suscitar dúvidas quanto à sua aplicação.

Estudo conclui que mais de 30 bancos europeus usam paraísos fiscais

Mais de três dezenas de bancos da UE e do Reino Unido utilizaram paraísos fiscais de baixo imposto ou imposto zero e 29 “pareciam estar a declarar” lucros em países onde não empregavam, segundo um estudo da Transparency International.

Orçamento suplementar vai excluir dos apoios públicos empresas sediadas em paraísos fiscais

A proposta de alteração ao Orçamento Suplementar apresentada pelo Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV) foi aprovada na discussão na especialidade e vai ser incluída no texto final da proposta orçamental. A proposta de exclusão de sociedades ligadas a offshores do acesso a apoios públicos do Bloco de Esquerda (BE) foi também parcialmente aprovada.

Capital infectado

Os doutrinadores da livre circulação de capitais, os silenciosos adeptos dos paraísos fiscais, os que não dizem uma palavra sobre o monstro glutão da “Banca Sombra”, descobrem agora, “espantados”, que há capital cuja bondade precisa de ser avaliada.
Ver mais artigos