Pinto Monteiro

“No meu tempo, não havia razões para prender Sócrates”, garante o ex-PGR Pinto Monteiro

Em entrevista ao jornal “Público”, Pinto Monteiro rejeita o título de “procurador da impunidade” e considera “uma estupidez” José Sócrates não ter permitido a divulgação das escutas: “Acabava-se a galinha dos ovos de ouro!”.

João Palma diz que fase “mais negra” da justiça foi durante o governo de José Sócrates

O ex-presidente do sindicato dos procuradores denuncia que o relacionamento próximo entre o então primeiro-ministro e o procurador-geral da República, Pinto Monteiro, terá comprometido o exercício da Justiça em Portugal.