poder de compra

Inflação: o tempo reencontrado?

A subida de preços deve-se, sobretudo, à falta de vontade política para intervir e terminar uma guerra sem sentido e à incapacidade política de combater o poder económico de consórcios internacionais numa economia globalizada.

Madeira: PS quer orçamento retificativo para compensar aumento dos preços e descida do poder de compra

O PS Madeira criticou o executivo regional por não baixar as taxas do IVA e do IRS. Os socialistas referem que a situação se torna “mais gritante” face à receita fiscal extraordinária que o Governo Regional tem tido. “São mais de 50 milhões de euros de receita fiscal de impostos cobrados às famílias e às empresas da região que o Governo Regional poderia usar como almofada para reduzir impostos e devolver rendimentos às famílias neste momento em que tanto precisam”, disse o partido.

A inflação

As medidas a tomar para o futuro são as mesmas de sempre: apostar no sector privado, incrementando a criação de riqueza, tributável, reformando o sector público, premiando os melhores e não ter medo de emagrecer o peso do Estado.

Uma boa notícia: crescimento real do PIB em 11,9%

As políticas de aumentos salariais seguidas pelo Governo são uma forma de retirar poder de compra aos rendimentos do trabalho pois não jogou, quando podia, com um mix de políticas: aumento de salários e alívio da fiscalidade sobre o trabalho.

Habitação, um tema sem solução?

A compra de casa para quem não tem pais com alguma folga financeira é uma iniciativa absolutamente titânica. Ou não estivessem os preços da habitação a aumentar devido a uma inflação galopante.

O regresso da tecnologia britânica a Lisboa

O Reino Unido tem um mercado de consumo maduro e com elevado poder de compra, e beneficia de uma economia aberta e liberal. É, pois, mais fácil criar, dimensionar e fazer crescer uma empresa.

Jovens entre os 22 e os 37 anos são os mais afetados pela pandemia, revela estudo

Este estudo conclui que 63% dos jovens portugueses nesta faixa etária sofreu quebra de rendimentos face à pandemia.

Natal com prendinha imposta(os)

Neste Natal, o presente para os portugueses deveria incluir medidas orçamentais que consigam contemplar uma economia mais robusta, competitiva e preparada para o futuro.

Mês a mais ou salário a menos?

Apesar de todas as profecias em sentido contrário, aumentar os salários, em concreto o salário mínimo nacional, é uma forma de garantir mais justiça na distribuição da riqueza produzida.
Ver mais artigos