Porto Editora

Grupo Porto Editora anuncia livros a lançar no 1.º semestre

Já são conhecidas as novidades literárias do Grupo Porto Editora para os primeiros seis meses do ano. Entre poesia, romance histórico, ficção e não-ficção, há muitos mundos a desbravar. Como a poesia de Luís Sepúlveda.

Foi anunciada a Palavra do Ano 2022: “guerra”

“Guerra” foi a palavra escolhida para 2022, refletindo um dos acontecimentos mais marcantes do ano que passou. O anúncio foi feito esta quinta-feira na sede da Porto Editora, no Porto, que promove esta iniciativa desde 2009.

Livros de Miguel Sousa Tavares passam a ser publicados pela Porto Editora

Reedição do romance “Rio das Flores” marca o arranque da parceria entre o grupo editorial e o autor de “best sellers” como o romance “Equador”. “Jamais dar por perdido este combate decisivo pela sobrevivência do livro como instrumento essencial da cultura e da vida de um povo” é um dos objetivos do autor de 68 anos.

Violência doméstica é a palavra do ano de 2019

A fechar o pódio das palavras de 2019 estão as palavras ‘sustentabilidade’ e ‘desinformação’.

De “influenciador” a “trotinete”, conheça as candidatas a Palavra do Ano

A Porto Editora revelou, este domingo, as finalistas a Palavra do Ano de 2019. Além de desinformação e trotinete, a lista inclui vocábulos como “jerricã” ou “lítio”.

Professor, enfermeiro e toupeira podem ser a ‘Palavra do Ano’

Já foram validados mais de 140 mil votos. A ‘palavra do ano’ é conhecida a 5 de janeiro.

“Assédio” e “toupeira” entre as candidatas a “Palavra do Ano” 2018

De “assédio” a “toupeira”, a lista das dez palavras candidatas a “Palavra do Ano” de 2018 está à votação a partir das 12:00 de hoje em www.palavradoano.pt, até 31 de dezembro, às 24:00, anunciou a Porto Editora, promotora da iniciativa.

Destruição na Porto Editora pode condicionar o arranque o novo ano letivo

A produção da empresa ficou inutilizada e não há data para recomeçarem os trabalhos, o que pode vir a comprometer o arranque do novo ano letivo.

Fenómeno climatérico extremo destruiu unidade gráfica da Porto Editora

Gráfica vai ser totalmente reconstruída. Logística da Porto Editora vai estar parada nas próximas semanas, afetando o abastecimento do retalho livreiro e as livrarias online WOOK e Bertrand.pt. Empresa dá conta de prejuízos de milhões de euros.
Ver mais artigos