putin

O contra-ataque do Império

O mundo mudou em resultado desta guerra. O próprio sistema político americano está em desagregação, o que leva a que se questione o tempo que o país estará em condições de suportar, na Europa, um conflito cada vez mais dispendioso.

De regresso ao futuro em 2023?

Não é de negligenciar a possibilidade de um foco maior em questões sociais, incluindo gestão de capital humano, direitos humanos e diversidade e inclusão, durante o próximo ano. Sem esquecer que a China, provavelmente, estará de volta ao caminho do crescimento.

As modulações da paz na Ucrânia

Mais recentemente, temos assistido a intervenções de várias entidades apelando à obtenção de uma solução política para o conflito, todas admitindo a possibilidade da amputação territorial da Ucrânia.

O que o incidente na Polónia pode significar

Se dúvidas ainda existissem, o Ocidente mostrou que não está interessado num confronto direto e Putin estará agora ainda mais convencido de que o compromisso para com a Ucrânia poderá vacilar devido ao impacto crescente na economia e ao receio de uma guerra generalizada.

Quinta-coluna

O regime russo irá resistir e aproveitar as fragilidades dos países democráticos que se lhe opõem. Para tal, dispõe de duas armas que domina como poucos: a desinformação e a sua quinta-coluna.

A UE quer a transição… e Portugal?

Von der Leyen foi clara nas suas metas ambiciosas. E enumerou temas cruciais que têm sido evitados por Lisboa, como a tributação dos lucros excessivos das empresas do setor energético ou o tabelamento de preços.

Putin promove armas russas usadas “em condições reais” de combate (com áudio)

Moscovo “defende o desenvolvimento de uma cooperação técnico-militar o mais ampla e multilateral possível”, referiu Putin, que convidou os aliados da Rússia a participarem em manobras militares conjuntas com as forças russas.

Ucrânia candidata à União Europeia

Não há pressa alguma no alargamento. O problema essencial de hoje da UE não se coloca ao nível de novos membros, coloca-se, sim, no combate à perda de poder de compra da população, à crise climática que os dirigentes da União com as suas políticas levianas a vários níveis estão a agravar.

Benjamim dixit

Walter Benjamin disse, no seu “Peace Commodity”, que para falar de guerra tem que primeiro se ter conhecido a paz. Em Economia, para se compreender a paz (estabilidade) tem que se ter passado pela guerra (com os preços).
Ver mais artigos