rússia

Rússia termina 2022 com uma contração de 3,3%, diz  Crédito y Caución

A Crédito y Caución prevê que uma retração do crescimento económico da Rússia de 3,3% em 2022. Seguradora de crédito diz que o comércio grossista e retalhista e a indústria manufatureira são alguns dos sectores mais afetados pelas sanções.

Ucrânia: Kiev e Moscovo trocam acusações de ataques em Zaporijia e Donetsk

A ONU apresentou como confirmados desde o início da guerra 6.919 civis mortos e 11.075 feridos, sublinhando que estes números estão muito aquém dos reais.

“A Arte da Guerra”. “Numa nova ‘guerra fria’, a China mostra que está ao lado da Rússia”

Nesta edição especial do programa da plataforma, o embaixador Francisco Seixas da Costa antecipa as grandes linhas de força que vão estar em jogo ao longo de 2023, nomeadamente a relação da China com a Rússia, com especial enfoque na invasão russa à Ucrânia.

Ucrânia: Contingente russo-bielorrusso intensifica ações de instrução militar

A ONU apresentou como confirmados desde o início da guerra 6.919 civis mortos e 11.075 feridos, sublinhando que estes números estão muito aquém dos reais.

Ucrânia denuncia “pressão psicológica” sobre civis em Zaporíjia

Apesar do cessar-fogo de 36 horas anunciado pela Rússia, de modo a englobar as comemorações do Natal Ortodoxo, os dois países trocaram fogo de artilharia durante esta manhã de sábado. A Ucrânia diz que as forças russas estão a impor uma “pressão psicológica e física sobre os civis de territórios ocupados ou temporariamente ocupados”, de modo a recrutá-los para o lado russo.

Firmeza nos Princípios

Neste século XXI, ninguém fez mais do que Joe Biden e Ursula von der Leyen pela afirmação do estado de direito e do primado do direito sobre a força.

Foi anunciada a Palavra do Ano 2022: “guerra”

“Guerra” foi a palavra escolhida para 2022, refletindo um dos acontecimentos mais marcantes do ano que passou. O anúncio foi feito esta quinta-feira na sede da Porto Editora, no Porto, que promove esta iniciativa desde 2009.

Madeira: Representante da República pede esforço especial aos governantes face aos efeitos da guerra e inflação

O Representante da República alertou para a consequente “precarização em que vivem significativos extratos” da população da Região, devido aos efeitos da guerra e da inflação, e salientou que estas circunstâncias impõem também uma “atitude proativa de todos nós para evitar que alguém seja deixado em situações que ferem os mais elementares princípios que devem presidir a uma sociedade solidária e inclusiva”.

Livro: “Viagem ao coração de uma guerra futura”

Neste livro, a perspetiva é a de um viajante do futuro, que se desloca para observar as raízes da discórdia, encontrar abominações, diferenças irredutíveis, ódios antigos – ideias e sentimentos pelos quais valha a pena matar e morrer.
Ver mais artigos