Sem-abrigo

As obras inacabadas

Com a demolição do chamado Prédio Coutinho, em Viana do Castelo, a obra parou e não há qualquer cobertura financeira ou estudos atuais sobre a sustentabilidade económica e comercial de um novo projeto.

Câmara do Funchal retirou das ruas 17 pessoas sem-abrigo

O presidente da autarquia anunciou também estar em preparação um ‘Plano Municipal para Pessoas em Situação de Sem-abrigo’, um plano que “não existia quando chegamos à Câmara”.

Câmara do Funchal investe 1,5 milhões em duas novas unidades na Casa de Saúde São João de Deus

O presidente da CMF, Pedro Calado, anunciou este investimento na cerimónia de celebração do centenário da Casa de Saúde São João de Deus, afirmando ainda que desde 2014 o investimento nesta instituição rondou os onze milhões de euros.

O que pode (e não pode) fazer a arquitetura?

O problema dos sem-abrigo não é um tema fácil e não tem sido relevante nas discussões públicas em torno das cidades e da arquitetura, essencialmente porque a perceção geral é de negação.

PTP pede “intervenção profunda” junto dos sem-abrigo em Câmara de Lobos

O PTP refere que “o cenário com que nos deparamos nas zonas mais movimentadas de Câmara de Lobos é desolador, são pessoas alcoolizadas e toxicodependentes a pedir dinheiro e a dormir em plena rua, uma autêntica calamidade social”.

Cidadãos de pleno direito

Num tema tão complexo, facilmente caímos no erro de pensar que o direito à emissão de um cartão de cidadão é um tema menor. Mas não é! O Parlamento deu na passada semana um passo significativo nesse sentido.

Sem empatia vs. sem-abrigo

São precisas mais respostas sociais para as pessoas em situação de sem-abrigo. Ora, uma petição que aumenta o estigma contra os mais vulneráveis da sociedade é uma petição que mobiliza o ódio e, como tal, é algo que nos deve envergonhar.

São pessoas, não são coisas

Cerca de 24% da população está em sofrimento extremo. Não o psicológico, mas o sofrimento de quem não tem onde se abrigar, tomar banho, alimentar ou dormir em segurança. Exige-se por isso um sobressalto cívico.

Covid-19 criou novos sem-abrigo, mas Bruxelas acha exequível acabar com problema até 2030

O comissário europeu Nicolas Schmit afirma que a crise da Covid-19 criou novos sem-abrigo na União Europeia (UE), mas defende ser “exequível” acabar com este problema até 2030, isto se os Estados-membros “se esforçarem” para tirar estas pessoas das ruas.
Ver mais artigos