sindicato dos Jogadores

FPF recua e já não vai impor teto salarial no futebol feminino

A decisão foi tomada no final de uma reunião com entre FPF e Sindicato de Jogadores. FPF diz que será encontrada uma “solução alternativa que busque aquilo que todo o universo do futebol feminino deseja: mais equilíbrio competitivo”. Em causa estava um limite de 550 mil à massa salarial dos clubes de futebol feminino.

Pode o investimento estrangeiro no futebol português ser uma porta de entrada para o match-fixing?

É necessário filtrar, quanto à “idoneidade e credibilidade” de quem quer investir em clubes nacionais, sob pena desse interesse ter uma segunda intenção: ganhar dinheiro com o match-fixing, ou outra prática ilícita.

Joaquim Evangelista: “Futebolistas não estão conscientes das dificuldades após o fim da carreira”

O presidente do Sindicato de Jogadores de Futebol Profissionais falou ao Jornal Económico sobre os problemas que podem surgir no fim da carreira de um futebolista e sobre a atividade do sindicato nessa área, no seguimento dos artigos “E depois do Adeus? Tarantini quer mudar mentalidades” e “Deixar o futebol não é uma iniciativa do jogador”.