taxas de juro

Delfos, não Davos

O que vai acontecer não deverá trazer surpresas; é a interpretação do que for dito e das minutas da reunião que vai ser interessante. E isto porque a Fed e o mercado estão, pela primeira vez nos tempos recentes, em clara dessintonia.

Expansão de margens

É fácil confundir “lucros excessivos” com economia de mercado, mas a resposta é precisamente a contrária. É absolutamente necessário defender o espaço concorrencial, pois essa é uma das verdadeiras funções do Estado.

Angola estreia bolsa em ano dramático para as acções

Neste momento, apenas a banca está representada em bolsa, mas há a possibilidade de outros sectores se juntarem em breve, como a seguradora ENSA e empresas do sector petrolífero.

2022: na dúvida, seguir em frente

Ainda que o BCE tenha sido o grande moderado, as taxas de juro de referência ficaram mais altas, e assim irão permanecer, e os seus efeitos são já bastantes reais sobre os rendimentos das famílias mais endividadas.

Taxa Euribor a 3, 6 ou 12 meses: qual escolher?

Quando compra uma casa, terá de escolher o prazo da taxa Euribor que pode ser de 3, 6 ou 12 meses. Explicamos o que significa cada um e como escolher.

Presidente da Assembleia da Madeira prevê ano difícil devido a inflação e taxas de juro elevadas

O presidente do parlamento regional alertou que a inflação e taxas de juro elevadas podem criar problemas a algumas famílias.

Investimento

Há a suspeita de que, de novo, o investimento esteja a ser usado como instrumento de controlo das contas públicas. Por isso, não se pode confiar na meta governamental de aumentar o investimento em 37% no próximo ano.

O debate do lucro excessivo das empresas em período inflacionista

Não é moralmente aceitável que empresas possam ter lucros acrescidos, devido a fenómenos inflacionistas. Na próxima semana o Parlamento vai realizar esse debate.

O estigma do crédito hipotecário

O principal ativo das famílias é o teto e é na habitação que devem colocar todas as fichas do jogo da vida. Ora, a conclusão a que chegamos é que se está a adulterar aquilo que deve ser o primado da despesa familiar, que é, repetimos, o teto.
Ver mais artigos