Ucrânia

Pensar o fim do conflito na Ucrânia

Muitos no Ocidente apostaram na derrota militar da Rússia, na expulsão das suas tropas do território ucraniano e na adesão da Ucrânia à NATO. Contudo, a entrega de equipamento militar a Kiev não conseguiu, até agora, que esses objetivos fossem atingidos.

Ucrânia. Presidente checo apoia entrada na NATO e ajuda militar “quase sem limites”

Petr Pavel disse que a ajuda militar à Ucrânia deve acontecer “quase sem limites”, mas tem dúvidas de que os caças F-16 possam chegar a tempo de ajudarem a defender o território ucraniano.

O contra-ataque do Império

O mundo mudou em resultado desta guerra. O próprio sistema político americano está em desagregação, o que leva a que se questione o tempo que o país estará em condições de suportar, na Europa, um conflito cada vez mais dispendioso.

Livro: “Entre Dois Fogos”

Não faltam explicações para as motivações de Putin, sejam políticas, geoestratégicas, económicas, históricas ou outras mas, algo incompreensivelmente, não temos quase nenhuma informação sobre a opinião do povo russo sobre a invasão. Neste livro, Joshua Yaffa dá-nos o olhar do outro.

Ucrânia: Kiev e Moscovo trocam acusações de ataques em Zaporijia e Donetsk

A ONU apresentou como confirmados desde o início da guerra 6.919 civis mortos e 11.075 feridos, sublinhando que estes números estão muito aquém dos reais.

Ucrânia: Contingente russo-bielorrusso intensifica ações de instrução militar

A ONU apresentou como confirmados desde o início da guerra 6.919 civis mortos e 11.075 feridos, sublinhando que estes números estão muito aquém dos reais.

Governo ucraniano diz que recebeu mais de 30.000 milhões em 2022

Cerca de 40% desses fundos vêm dos Estados Unidos, pouco menos de 25% da União Europeia e 8% do FMI.

Ucrânia denuncia “pressão psicológica” sobre civis em Zaporíjia

Apesar do cessar-fogo de 36 horas anunciado pela Rússia, de modo a englobar as comemorações do Natal Ortodoxo, os dois países trocaram fogo de artilharia durante esta manhã de sábado. A Ucrânia diz que as forças russas estão a impor uma “pressão psicológica e física sobre os civis de territórios ocupados ou temporariamente ocupados”, de modo a recrutá-los para o lado russo.

Firmeza nos Princípios

Neste século XXI, ninguém fez mais do que Joe Biden e Ursula von der Leyen pela afirmação do estado de direito e do primado do direito sobre a força.
Ver mais artigos