votação

A nova taxonomia europeia

O tema da taxonomia europeia, uma nova classificação amiga do ambiente, onde são identificadas quais atividades são ou não “verdes” ou sustentáveis, ganha nova importância na sequência da recente votação no Parlamento Europeu.

O efeito multiplicador do voto angolano

Face ao seu efeito multiplicador, o voto angolano acaba por consagrar-se como um dos mais fortes do mundo por agregar tanta representação. No entanto, esta modalidade angolana não cumpre com as recomendações dos estudos eleitorais.

Venha a violência, não posso é perder eleições

Os partidos que no passado, e no presente, estão a favor do cartão do adepto, porque sabem que esta medida é decisiva para reduzir a violência no desporto, estão dispostos a vender a sua ideologia pelo receio da perda de popularidade.

As eleições

O atual sistema eleitoral apenas interessa ao PS e ao PSD, os únicos que ganham com ele. Lamentar a abstenção e deixar tudo na mesma é hipocrisia.

Por um PSD vitorioso em 2019

Como se votam as moções de confiança aos governos na Casa da Democracia? Já várias foram discutidas e votadas, e nenhuma foi por voto secreto. Não pode haver medo de assumir posições.

Feliciano Barreiras Duarte votou contra OE2019 sem estar no Parlamento

O deputado e antigo secretário-geral do PSD esteve na reunião plenária de 30 de outubro, mas ausentou-se cinco horas antes da votação do Orçamento do Estado para 2019. Por causa de uma “emergência familiar”, explicou o próprio ao Sapo 24.

Robles e Santana fazem cair intenções de votos no Bloco de Esquerda e PSD

Segundo o barómetro político da Aximage para o “Correio da Manhã” e “Jornal de Negócios”, o partido de Catarina Martins registou uma diminuição de quais dois pontos percentuais, para 7,8%.

Bruno de Carvalho viola suspensão e convoca funcionários antes da AG

A Comissão de Fiscalização do clube alerta que a convocatória viola a suspensão de funções de Bruno de Carvalho e pode vir a ter consequências a nível disciplinar.

Despenalização da eutanásia reprovada na Assembleia da República por uma diferença de cinco votos

Os quatro projetos de lei que visavam a despenalização da eutanásia (apresentados pelo PS, BE, PEV e PAN) foram ontem chumbados na Assembleia da República. O projeto do PS foi o que esteve mais próximo da aprovação, tendo obtido 110 votos a favor, 115 contra e quatro abstenções. Mesmo assim não foi suficiente. Votaram no total 229 deputados. Apenas um, Rui Silva do PSD, faltou à reunião plenária.
Ver mais artigos