Women on Boards

Dez anos é muito tempo e o momento exige ambição

O único indicador de que se dispõe para uma análise comparativa no contexto da UE refere-se exclusivamente às maiores empresas cotadas em bolsa.

Dez anos para ter “Women on Boards”

Com a aprovação da “Women on Boards” ganham as mulheres, mas acima de tudo ganham as empresas e os países que passam a ter mais ativos de qualidade a intervir no desenvolvimento económico e empresarial.
PWN-Lisbon

PWN – Lisbon lança Women on Boards

A Professional Women’s Network Lisbon, organização que visa promover o progresso profissional das mulheres, lança em Portugal um programa desenhado para alavancar a maior participação feminina na gestão de topo das organizações.