Ações do Manchester United subiram 17% no pré-mercado após Musk brincar com a compra do clube

Depois de ter alcançado os 17% nas negociações de pré-mercado, agora o Manchester United segue a somar 4,26% para 13,32 dólares. 

1 – Elon Musk (277 mil milhões de dólares)

As ações do clube de futebol inglês Manchester United subiram brevemente até 17% nas negociações de pré-mercado nesta quarta-feira, segundo a “CNBC”. O crescimento sucede o tweet do CEO da Tesla , Elon Musk, twittou onde admitia comprar o clube.

“Estou a comprar o Manchester United, seja bem-vindo”, escreveu o CEO da Tesla no Twitter.

Horas depois, Musk respondeu a um utilizador do Twitter que perguntou se o criador da Tesla estava a falar a sério sobre a compra do clube e esclareceu que era uma piada. “Não, isto é uma piada de longa data no Twitter. Não estou a comprar nenhum clube desportivo”, twittou , acrescentando que “se fosse comprar qualquer clube, seria o Man United. Eram a minha equipa preferida quando criança”.

Depois de ter alcançado os 17% nas negociações de pré-mercado, agora o Manchester United segue a somar 4,26% para 13,32 dólares.

Com base na avaliação mais recente do clube no mercado de ações, a compra do Manchester United custaria a Musk cerca de 2 mil milhões de dólares. O Manchester United recusou-se a comentar o assunto quando contatado pela CNBC.

O tweet original de Musk incitou uma reação generalizada e ganhou mais de 573.000 gostos e foi retuitado mais de 140 mil vezes. Os adeptos do Manchester United demonstraram-se admirados, mas esperançosos, pois muitos criticaram os atuais donos do clube, a família americana Glazer.

Recomendadas

Cotação do barril Brent para entrega em novembro baixa para 87,96 dólares

A cotação do barril de petróleo Brent para entrega em novembro terminou esta sexta-feira no mercado de futuros de Londres em baixa de 0,73%, para os 87,96 dólares.

Wall Street encerra sessão com principais índices a perder mais de 1,50%

No momento de fecho o Dow Jones recua 1,71%para 28.725,84 pontos, o S&P 500 cede 1,51% para 3.585,40 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 1,51% para 10.575,62 pontos. 

PremiumAções com pior mês desde junho e pode não ficar por aqui

Libra em forte desvalorização e juros da dívida do Reino Unido disparam após polémico “mini-orçamento” de Liz Truss.
Comentários