AHRESP cria bolsa de emprego para facilitar recrutamento às empresas do sector

Segundo o mais recente inquérito da AHRESP, relativo a janeiro de 2022, 52% das empresas da restauração e 28% do alojamento referiram que tiveram de adiar investimentos por terem dificuldades em contratar.

The Albatroz Hotel – Cascais

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) lançou esta quarta-feira, 9 de março, uma bolsa de emprego, cujo objetivo é ajudar as empresas do sector a encontrarem colaboradores, numa altura em que se aproximam as épocas de maior movimento (época alta).

“A falta de recursos humanos disponíveis para trabalhar nos sectores da restauração e similares e do alojamento turístico é um problema para o qual a AHRESP tem vindo a alertar desde há muito tempo”, afirma a associação em comunicado.

Antes da pandemia, a AHRESP analisou os problemas com a falta de mão de obra no sector e concluiu que seriam necessários 40 mil trabalhadores para responder às necessidades das empresas. Chegada a pandemia, a associação revelou que o problema agravou-se e que, para tal, terá “contribuído a transferência de muitos dos nossos trabalhadores para outras atividades económicas, onde permaneceram”.

Segundo o mais recente inquérito da AHRESP, relativo a janeiro de 2022, 52% das empresas da restauração e 28% do alojamento referiram que tiveram de adiar investimentos por terem dificuldades em contratar.

“O sector enfrenta assim um grave problema de recursos humanos, que pode condicionar a nossa retoma económica. Assim, para tentar minimizar a enorme escassez de profissionais que as empresas do canal HORECA estão a sentir, a AHRESP está a desenvolver o projeto Bolsa de Emprego, que faz em simultâneo o levantamento das necessidades de recrutamento dos nossos associados e a recolha e partilha de Curricula Vitae/informações de pessoas interessadas em trabalhar no nosso sector com essas empresas”.

A AHRESP irá estar presente com o projeto na ‘Bolsa de Empregabilidade do Turismo 2022’ em Lisboa (BTL) nos próximos dias 18 e 19 de março, e no Porto (Palácio da Bolsa), no dia 6 de abril.

Recomendadas

À beira dos 100 anos de vida, Disney está prestes a perder os direitos sobre o Mickey

Os direitos de autor sobre a personagens estão quase a expirar e vão passar para domínio público, como consequência da lei dos Estados Unidos.

Jogos Olímpicos 2024. Empresa portuguesa recebe cinco milhões para construção arquitetónica

O contrato está inserido numa operação de 136 milhões de euros e visa a construção da Arena Porte de la Chapelle, que vai servir de palco para os Jogos de 2024.

MP pede ao Tribunal da Concorrência para manter coima de 48 milhões à EDP e empresa pede absolvição

O Ministério Público pediu hoje ao Tribunal da Concorrência para manter a coima de 48 milhões de euros aplicada à EDP Produção por abuso de posição dominante, tendo a empresa defendido a absolvição “pura e simples”.
Comentários