Alojamento local no Porto deverá esgotar na passagem de ano

Apesar de uma subida de preços de 75% para esta noite, a empresa de ‘property management’ Host Wise prevê que a passagem de ano no Porto tem neste momento grande probabilidade de esgotar a sua ocupação neste segmento de alojamento.

O alojamento local na cidade do Porto deverá esgotar na próxima noite da passagem de ano, de 2019 para 2020, ou seja, da próxima terça-feira (31 de dezembro) para quarta-feira (1 de janeiro).

De acordo com as informações fornecidas ao Jornal Económico pela empresa de ‘property management’ Host Wise, que trabalha sobre tudo o setor do AL – Alojamento Local, com base em dados consolidados internos e estatísticas disponibilizadas por plataformas do sector como o AirDNA e PriceLabs, “apesar de uma subida de preços de 75% para esta noite, a passagem de ano no Porto tem neste momento grande probabilidade de esgotar a sua ocupação” neste segmento de alojamento.

“A passagem de ano da cidade do Porto tem vindo a solidificar-se como a principal a nível nacional, posicionando-se acima das restantes cidades do país a nível de procura, sendo ultrapassada apenas pela Madeira a nível de preço médio” destaca a Host Wise, liderada por Renato Chainho.

Segundo este responsável, o estudo foi realizado tendo em conta não uma amostra mas sim todas as mais de oito mil unidades disponíveis para Alojamento Local (Airbnb e Homeaway) para o dia 31 de Dezembro no concelho do Porto, tendo os dados sido obtidos através de plataformas especializadas no sector (AirDNA e PriceLabs) que extraem os dados diretamente das plataformas.

“A concentração das celebrações na principal artéria da cidade portuense agrada a público nacional e internacional, fazendo disparar os preços e a ocupação nas zonas mais centrais”, sublinha a Host Wise.

De acordo com Renato Chainho, “a passagem de ano é o único evento recorrente na cidade do Porto no qual a procura excede a oferta”, permitindo subir a receita do mês de Dezembro e consequentemente amenizar os efeitos da época baixa.

“O aumento da procura para este período na cidade do Porto reflete-se num aumento de preço em todas as tipologias, no caso de T1 chegando a duplicar o preço relativo ao praticado na semana anterior, de 68 euros para 136 euros”, sublinha a Host Wise.

A empresa assinala ainda que “entre as melhores unidades disponíveis, o preço mediano de um apartamento T3 ou maior é de 399 euros, o dobro do que se registava uma semana antes”, sendo que “as propriedades mais caras da cidade podem ultrapassar os 500 euros para a noite de dia 31”.

“No início do mês de Dezembro, a mais de três semanas do ‘réveillon’, os apartamentos com maior capacidade já registavam taxas de ocupação de 84% e 86%, respectivamente”, observa a nota da Host Wise, acrescentando que, “estatisticamente, é possível verificar que os apartamentos de tipologia inferior são reservados com menor antecedência (‘booking window’ de 22 dias) e, como tal, projeta-se que a cidade do Porto entre em 2020 com lotação esgotada”.

 

 

 

Recomendadas

Mobilidade Sustentável: conheça a aposta da Schindler

Com a missão de ser cada vez mais sustentável, a Schindler estabeleceu para o ano de 2030 uma redução de 50% nas emissões de gases com efeito de estufa das suas atividades, com base nos dados de 2020.

Receitas das estações de serviço na Ibéria cresceram 29% em 2021 devido à subida dos preços

De acordo com a análise que a Informa D&B realizou a este setor, em 2021 o mercado ibérico registou um aumento significativo de 10,6% face a 2020 no volume das vendas de gasolina e gasóleo, que corresponde a 38,30 milhões de toneladas de combustível.

Dona da Betano celebra primeiro ano da TechHub de Lisboa com reforço das equipas

O Tech Hub da Kaizen Gaming em Lisboa já emprega trinta pessoas e o objetivo passa por continuar a crescer no mercado português. Nesse sentido, serão abertas vagas para diversas funções.
Comentários