Altri dá 25 ações da GreenVolt por cada 100 títulos e 24 cêntimos em dinheiro

A Altri fez uma retificação em baixa ao valor que pagará em numerário. “Adicionalmente à distribuição em espécie, serão distribuídos aos acionistas da Altri dividendos em numerário ilíquido por ação de 0,24 euros”, diz em comunicado.

CEO da Cofina, Paulo Fernandes | Foto cedida

A Altri, em comunicado à CMVM, fez uma retificação em baixa ao valor que pagará em numerário. “Adicionalmente à distribuição em espécie, serão distribuídos aos acionistas da Altri dividendos em numerário ilíquido por ação de 0,24 euros (sujeito à retenção na fonte aplicável se for o caso)”, lê-se na nota.

“O valor do dividendo em numerário foi diminuído pela importância correspondente ao excedente, com arredondamento por defeito, face ao anteriormente comunicado, dado que os fundos distribuíveis correspondentes à distribuição em espécie excederam o montante de 112.748.942 euros [112,7 milhões de euros], tal como aprovado em Assembleia Geral”, refere a Altri.

A Altri tinha proposto um dividendo em numerário até 25 cêntimos por ação, tendo dito que a 24 de maio divulgaria o novo montante do dividendo bruto por ação.

A papeleira começa na quarta-feira a remunerar os acionistas. “Na sequência do comunicado do passado dia 3 de maio de 2022, a partir do próximo dia 25 de maio de 2022 se encontram a pagamento as distribuições deliberadas, sendo o agente pagador o Caixa – Banco de Investimento”, refere a Altri.

No que toca ao pagamento dos dividendos em espécie (ações), a empresa volta a dizer que a cada acionista da Altri será atribuído o número de ações da GreenVolt “resultante da aplicação da fórmula, com arredondamento por defeito, AA – IR, sendo AA o produto da multiplicação pelo fator 0,25604641 do número de ações  representativas do capital social da Altri detidas por cada acionista da Altri no dia 18 de maio de 2022 (data de registo); e  IR o produto da multiplicação de AA pela taxa de retenção na fonte aplicável (se for o caso)”, lê-se no comunicado.

Os acionistas da Altri irão receber as ações da GreenVolt por inscrição nas suas contas de valores mobiliários.

“A cada acionista da Altri sujeito a retenção (…) será inteirado em numerário, para efeitos do pagamento do imposto aplicável, num montante igual ao produto de IR pela cotação de fecho em bolsa das ações da GreenVolt verificada nesta data, dia 24 de maio de 2022, ou seja, 6,78 euros, o qual será creditado pela Altri junto do respetivo intermediário financeiro e deverá ser entregue por este à Autoridade Tributária, retendo a Altri o correspondente número de ações da GreenVolt”, refere o comunicado.

Recomendadas

Afinal, que soluções existem para as empresas?

O Banco Português de Fomento lançou no início do ano os dois primeiros programas para apoiar a solvabilidade do tecido empresarial português. A banca está focada em aconselhar e montar as operações.

Presidente da Ryanair antecipa subida de preços nas ‘low-cost’

Michael O’Leary diz que o preço médio por bilhete deverá subir entre 10 a 20 euros nas viagens low-cost, que estão a tornar-se, segundo o mesmo, “demasiado baratas”.

Candidaturas selecionadas para o Consolidar conhecidas em julho

Os programas Recapitalização Estratégica e Consolidar têm gerado grande interesse, diz a presidente da comissão executiva do Banco Português de Fomento, Beatriz Freitas, ao Jornal Económico.
Comentários