PremiumAntiga PT à venda por 6,5 mil milhões só atrai fundos de ‘private equity’

O banco francês mandatado pela Altice está a enviar informação da operação em Portugal a potenciais interessados. O valor pedido ronda os 6,5 mil milhões e só tem atraído private equities. Quererá mesmo a Altice vender a operação em Portugal?

O banco de investimento Lazard, mandatado pela Altice para encontrar um comprador para a operação portuguesa do grupo de telecomunicações, está a pedir entre 6 a 6,5 mil milhões de euros pelos ativos da antiga Portugal Telecom, revelou fonte de um dos fundos que recebeu o teaser do banco.

O valor é considerado muito alto e está apenas a atrair o interesse de fundos de private equity, porque os operadores concorrentes não veem grande interesse no mercado de telecomunicações em Portugal, adiantou a mesma fonte.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Afinal, que soluções existem para as empresas?

O Banco Português de Fomento lançou no início do ano os dois primeiros programas para apoiar a solvabilidade do tecido empresarial português. A banca está focada em aconselhar e montar as operações.

Presidente da Ryanair antecipa subida de preços nas ‘low-cost’

Michael O’Leary diz que o preço médio por bilhete deverá subir entre 10 a 20 euros nas viagens low-cost, que estão a tornar-se, segundo o mesmo, “demasiado baratas”.

Candidaturas selecionadas para o Consolidar conhecidas em julho

Os programas Recapitalização Estratégica e Consolidar têm gerado grande interesse, diz a presidente da comissão executiva do Banco Português de Fomento, Beatriz Freitas, ao Jornal Económico.
Comentários