António Redondo. Novo CEO da Navigator é um homem da casa

João Castello Branco vai manter-se em funções na presidência executiva da produtora de pasta e papel até ao final deste ano.

A partir de 1 de janeiro, a Navigator vai ter um novo CEO, António Redondo, que já era administrador da empresa produtora de pasta e papel.

Após meses de entrevistas e tentativas de encontrar um administrador executivo, a opção recaiu num ‘homem da casa’.

De acordo com um comunicado enviado há minutos à CMVM – Comissão do Mercado e Valores Mobiliários, foi decidido designar, “com efeitos a partir do dia 1 de janeiro de 2020, o administrador executivo senhor Eng.º António Redondo como presidente da comissão executiva, sendo que, até essa data, o presidente do conselho de administração, senhor Eng.º João Castello Branco continuará a desempenhar essas funções”.

Segundo informações contidas no relatório e contas da The Navigator Company referente ao exercício de 2018, António José Pereira Redondo é licenciado em Engenharia Química pela FCT – Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade de Coimbra (1987).

Frequentou o 4.º ano de Gestão de Empresas da Universidade Internacional, e tem um MBA com especialização em Marketing pela Universidade Católica Portuguesa (1998).

“Ingressou na Soporcel em 1987 e até dezembro de 1998 exerceu diversas funções nas áreas técnica, produção e de marketing e direção comercial na Soporcel. Foi diretor de marketing da Soporcel entre janeiro de 1998 e dezembro de 2002, tendo assumido funções como diretor comercial do Grupo Navigator (então designado Grupo Portucel Soporcel) entre janeiro de 2003 e março de 2007. É membro da comissão executiva da sociedade desde abril de 2007”, adianta o referido documento.

Relacionadas

Acionistas da Navigator vão receber um dividendo extraordinário de 0,1394 euros

A Navigator, que hoje anunciou o novo CEO, vai distribuir 99,1 milhões de euros das suas reservas para remunerar extraordinariamente os acionistas.

Navigator reduz horário de trabalho e garante fundo de pensões a todos os colaboradores

“Enquanto em Portugal o salário médio mensal é inferior a 1.000 euros, o salário médio pago pela Navigator é cerca de 2,5 vezes superior”, diz a Navigator sobre o aviso prévio de greve dos trabalhadores.
Recomendadas

“O contexto macroeconómico é favorável à inovação”

O sector depara-se com a necessidade de responder ao aumento da competitividade do mercado, que trabalha com prazos cada vez mais apertados e onde a confiança é essencial. Para isso, é necessário inovar, dizem líderes.

Reter talento e sustentabilidade são os próximos desafios da consultoria

Especialistas acreditam que as inovações tecnológicas vão possibilitar uma melhor adaptação à realidade digital, juntamente com a procura de novas parcerias para servirem melhor os seus clientes. por rodolfo Alexandre Reis

Regulador bancário suíço admite responsabilizar administradores do Credit Suisse

“Não somos uma autoridade judicial, mas estamos a explorar possibilidades de responsabilização”, disse Marlene Amstad, presidente da Finma, numa entrevista publicada hoje no jornal dominical suíço NZZ am Sonntag, em que foi muito crítica da atividade da administração daquele banco.
Comentários