Artistas unidos pela Ucrânia, em Oeiras

Entre os dias 24 e 28 de agosto vai realizar-se o Festival Solidário Connect For Ukraine em Oeiras. O objetivo é mobilizar a energia de todos em nome da paz e, de forma simbólica, vai ser feita a maior bandeira humana no Dia da Independência da Ucrânia, 24 de agosto.

Entre os dias 24 e 28 de agosto vai realizar-se o Festival Solidário Connect For Ukraine em Oeiras. O objetivo é mobilizar a energia de todos em nome da paz e, de forma simbólica, vai ser feita a maior bandeira humana no Dia da Independência da Ucrânia, 24 de agosto.

A lusofonia vai unir-se em nome dos ucranianos e, por isso, o cartaz conta com artista nacionais e internacionais. Estão confirmadas as presenças de Martinho da Vila, HMB, Cláudia Leitte, Áurea, Matias Dámasio, Luís Represas, Paula Toller, DJ Bárbara Labres, DJ Pete Tha Zouk, Orquestra Ibérica e de artistas ucranianos como Anna Trincher, Kola, Dzidzio, Oleksandr Ponomariov e Iryna Fedyshyn.

O evento começa, então, com a construção de uma bandeira humana com as cores da Ucrânia e quem se inscrever para participar neste momento inaugural irá ter entrada gratuita neste primeiro dia, que conta com os concertos da Orquestra Ibérica e também de Anna Trincher, cantora ucraniana vencedora do Festival Eurovisão da Canção Júnior em 2015, e da cantora brasileira Paula Toller, ex-vocalista da banda Kid Abelha.

No segundo dia, 25 de agosto, o Connect for Ukraine junta três nacionalidades. O primeiro concerto estará a cargo da cantora ucraniana Kola (nome artístico de Nastya Prudius), seguindo-se a música de Luís Represas e do cantor angolano Matias Damásio.

A 26 de agosto, o cartaz inclui concertos dos cantores ucranianos Oleksandr Ponomariov, Dzidzio e Iryna Fedyshyn e da cantora brasileira Cláudia Leitte, enquanto no dia 27 as estrelas são os portugueses HMB e Áurea e o brasileiro Martinho da Vila.

No último dia do festival é tempo para muita dança, com os sets dos DJ’s MT Field, Bárbara Labres e Pete da Zouk, um dos mais bem sucedidos DJ portugueses a nível internacional, que fecha o cartaz.

No local, haverá uma angariação de Fundos a favor da Associação A Ukraine Refugees UA.PT, uma organização sem fins lucrativos sediada em Portugal, que presta apoio a pessoas que procuram refúgio da guerra da Rússia contra a Ucrânia.

A 24 de agosto celebra-se o Dia da Independência da Ucrânia e a 23 de agosto o dia da Bandeira da Ucrânia, instituído nesse dia em 2005. Os ucranianos constituem, nesta altura, a segunda maior comunidade estrangeira residente em Portugal, com 44.074 imigrantes documentados pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) em 2012, sendo apenas inferior à comunidade brasileira.

A 24 de março de 2022 o mundo mudou com a invasão da Ucrânia, provocando milhões de deslocados por todo o mundo e, naturalmente, Portugal não foi exceção. A Ukraine Refugees UA.PT esteve, desde o primeiro momento, no terreno a prestar apoio às vítimas. Transportou deslocados e enviou ajuda humanitária, tendo sido responsável pelos seis aviões humanitários fretados para realizaram a ligação entre a Polónia e Portugal. Atualmente mantém um centro de apoio em Lisboa com várias valências e um centro de acolhimento em Mafra para crianças órfãs.

A organização espera mobilizar cerca de 70 mil pessoas ao longo dos cinco dias de festival, sendo que o estádio tem capacidade para receber 14 mil pessoas por dia. As receitas revertem na totalidade em prol de iniciativas de assistência à Ucrânia e à população ucraniana que se viu forçada a abandonar o país.

O festival tem lugar no Estádio Municipal Mário Wilson, na Rua Coro de Santo Amaro de Oeiras.

Bilhete diário: 20 euros; Passe: 60 euros.

www.connect4ukraine.com

Recomendadas

Premium1828, a revolução das carnes

Provavelmente, estas são as melhores carnes do mundo e podem ser degustadas no Steak house 1828, um dos 12 espaços de restauração que constituem a oferta gastronómica diversificada do WOW – World of Wine, em Vila Nova de Gaia.

Real Fado e Museu da Água juntam-se para concertos de fado intimistas na Galeria Subterrânea do Loreto

A primeira sessão arranca hoje, no Dia Mundial da Música e no Dia Nacional da Água, e decorre todos os meses numa das cinco galerias do sistema Aqueduto das Águas Livres.

Festival Futurama arranca amanhã em Mértola

Ao longo de quatro fins de semana, o Baixo Alentejo abre-se ao público como um laboratório de experimentação e de apresentação de diálogos transdisciplinares, com mais de 40 artistas portugueses e espanhóis em espaços patrimoniais, culturais e naturais.
Comentários