Autor
Pedro Amaral Jorge, Presidente da Associação Portuguesa de Energias Renováveis (APREN)
Artigos

Renováveis continuam a crescer

Portugal mantém o foco na trajetória que tem traçado rumo a uma incorporação crescente de renováveis no consumo de energia, sendo que existe um mar de possibilidades que se abrem para acelerar este caminho.

A importância de controlar os riscos regulatórios

Portugal integra, por enquanto, o conjunto de países que são considerados pelos investidores internacionais como destinos mais propícios a investir.

Eletricidade renovável produzida in loco cresce

É inquestionável que o autoconsumo veio democratizar o acesso à energia, mas mais do que isso trouxe vantagens económicas inegáveis a consumidores e empresas.

Porque é que Espanha ainda queima carvão para produzir eletricidade?

Portugal foi o quarto país europeu a eliminar o carvão na produção de eletricidade, seguindo o exemplo da Áustria, Bélgica e Suécia. Outros 12 países comprometeram-se igualmente a fazê-lo até 2030.

Eólicas vão travar subida do preço da eletricidade

Mais do que proteger o ambiente, as renováveis protegem os consumidores contribuindo para a redução do preço da eletricidade.

Como seria o preço da eletricidade sem renováveis?

Dada a conjuntura atual constituem antes uma vantagem financeira que diariamente gera um sobreganho e uma proteção contra a subida de preços para os consumidores.
Ver mais artigos