Banco de Inglaterra compra dívida a longo prazo para travar turbulência

O Banco de Inglaterra anunciou hoje que vai intervir no mercado de dívida, comprando obrigações do Estado para “restabelecer as condições normais de mercado”, numa altura em que os juros britânicos disparam.

Fachada do Banco de Inglaterra | Luke MacGregor/Reuters

“O banco vai efetuar compras de obrigações governamentais de longo prazo” a partir de hoje, afirmou o Banco de Inglaterra em comunicado, no qual precisa que a “operação será inteiramente financiada pelo Tesouro”.

Em reação, os juros da dívida a 30 anos, que tinham, no início da sessão, atingido máximos de 1998, a 5,14%, recuavam para 4,73%.

Recomendadas

PSI encerra sessão em alta ligeira em contraste com generalidade dos mercados europeus

O banco liderado por Miguel Maya cessou o dia com ganhos de 1,23% para 0,1479 euros, seguido da NOS, com 1,21% para 3,83 euros. A Semapa terminou o dia a subir 1,90% para 13,98 euros.

Wall Street arranca semana em baixa

Assim, na abertura de Wall Street, o Dow Jones perde 0,62% para 34.217,92 pontos, o S&P 500 cede 0,69% para 34.217,92 pontos e o tecnológico Nasdaq recua 0,54% para 11.399,31 pontos. 

PSI cresce 2,5% em novembro e reforça valorização anual para 5,3%

O ranking mensal de aumento das cotações corresponde à Galp (14,7%), à Semapa (11,3%), ao BCP (5,7%), à EDP Renováveis (3,5%), à Greenvolt (3,2%), à EDP (2,1%), aos CTT (1,8%), à Mota-Engil (1,5%), à Jerónimo Martins (1%) e à Navigator (0,2%). 
Comentários