BBVA estima crescimento em cadeia de 0,4% da economia portuguesa no quarto trimestre

O departamento de análise do BBVA indica que a aceleração do Produto Interno Bruto (PIB) nacional verificada no terceiro trimestre resulta de novos aumentos da procura interna, tanto do consumo privado como do investimento.

A economia portuguesa deve crescer cerca de 0,4% no quarto e último trimestre do ano, de acordo com as estimativas do BBVA Research. O departamento de análise do BBVA indica que a aceleração do Produto Interno Bruto (PIB) nacional verificada no terceiro trimestre resulta de novos aumentos da procura interna, tanto do consumo privado como do investimento.

Na antevisão dos resultados para o quarto trimestre, o BBVA Research indica que “investimento e exportações recuperarão dinamismo, enquanto o consumo e o turismo poderão corrigir parte do impulso e as importações reduzirão o fôlego”.

Os dados mostram que a economia portuguesa acelerou ligeiramente no terceiro trimestre do ano, na variação em cadeia, até alcançar os 0,5%, tal como o BBVA Research havia antecipado. A procura interna contribuiu 0,7 pontos percentuais para o crescimento trimestral verificado entre julho a setembro, mais uma décima do que no trimestre anterior.

Também o consumo privado registou um forte dinamismo, tendo aumentado 1,4% em comparação com o trimestre anterior.

“A melhoria da confiança dos consumidores, assim como os bons registos do mercado laboral seriam alguns dos fatores que se encontram por detrás do dinamismo. Pela sua parte, o consumo público continua praticamente sem apresentar variações, o que é consistente com o processo de ajuste do défice público”, explica o BBVA Research, em comunicado.

O BBVA Research indica ainda que a procura externa líquida voltou a cair no terceiro trimestre ano. “Pelo segundo trimestre consecutivo, reduziu duas décimas ao avanço do PIB trimestral”, nota. Já as exportações registaram um aumento de 0,8%.

 

Recomendadas

Exportações e importações aumentaram 21,1% e 26,2% em outubro

As exportações e importações subiram 21,1% e 26,2% em termos nominais em outubro, dá conta o Instituto Nacional de Estatística (INE) esta sexta-feira, depois de terem ascendido a 25,0% e 30,4% no mês anterior.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

PremiumÉ o gasóleo, estúpido. Embargo à Rússia só vai doer em fevereiro

Conhecido há meses, o embargo europeu arrancou esta semana. Mas se há muitas alternativas ao crude, existem dúvidas sobre a segunda fase do embargo, que vai proibir as compras de produtos petrolíferos, como gasóleo, que é comprado por muitos países europeus.
Comentários