Bolsa de Lisboa encerra no ‘vermelho’ numa Europa ‘mista’. Greenvolt tomba quase 3%

Contrariando a Greenvolt, as seguintes cotadas do sector energético fecharam no ‘verde’: A EDP fechou a sessão a ganhar 0,31% para os 5,13, sendo que a EDP Renováveis avançou 0,35% para os 26,07 e a Galp valorizou 0,19% para os 10,80 euros.

Andrew Kelly/Reuters

A Bolsa de Lisboa (PSI) encerrou a semana em território negativo, com uma descida de 0,10%, para os 6.263,53 pontos, com a Greenvolt a liderar nas perdas.

A Greenvolt viu as suas ações a tombar 2,78% para os 10,50 euros, seguida do BCP, que perdeu 1,66% para os 0,1478 euros. Em terceiro ficou a Corticeira Amorim, que recuou 0,95% para os 10,42 euros. A Jerónimo Martins também encerra no ‘vermelho’, a recuar 0,09% para os 23,00 euros.

Nos ganhos liderou a Altri, cujas ações avançaram 1,45% para os 5,95 euros, seguida da NOS, que viu as suas ações a subir 0,86% para os 3,76 euros. Em terceiro ficou a Semapa, que valorizou 0,83% para os 14,66 euros.

Contrariando a Greenvolt, as seguintes cotadas do sector energético fecharam no ‘verde’: A EDP fechou a sessão a ganhar 0,31% para os 5,13, sendo que a EDP Renováveis avançou 0,35% para os 26,07 e a Galp valorizou 0,19% para os 10,80 euros.

As principais bolsas europeias terminaram a sessão em terreno misto. o DAX (Alemanha) decresceu 1,12%, o CAC 40 (França) recuou 0,94% e o IBEX 35 (Espanha) desce 1,13%. Apenas o FTSE 100 (Reino Unido) encerra no ‘vermelho’, valorizando 0,09%.

O analista de mercados do Millennium Investment Banking, Ramiro Loureiro, destaca que as perdas no índice alemão surgem num dia em que foi divulgado que os preços no produtor alemão “mostraram um crescimento sequencial bastante acima do esperado, impulsionado pela métrica de preços de energia”.

O gás continua a ser tema fulcral, e Ramiro Loureiro refere que o sentimento negativo vivido na Europa continua a ser impulsionado pela escalada de preços da matéria-prima.

No mercado petrolífero, o preço do petróleo está a subir. O brent está a avançar 1,12% para os 97,67 dólares, e o crude está a subir 1,57% para os 91,92 dólares.

Quanto ao mercado cambial, o euro está a ter uma desvalorização face ao dólar, com uma descida de 0,40%, para os 1,0048 dólares.

Recomendadas

Cotação do barril Brent para entrega em novembro baixa para 87,96 dólares

A cotação do barril de petróleo Brent para entrega em novembro terminou esta sexta-feira no mercado de futuros de Londres em baixa de 0,73%, para os 87,96 dólares.

Wall Street encerra sessão com principais índices a perder mais de 1,50%

No momento de fecho o Dow Jones recua 1,71%para 28.725,84 pontos, o S&P 500 cede 1,51% para 3.585,40 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 1,51% para 10.575,62 pontos. 

PremiumAções com pior mês desde junho e pode não ficar por aqui

Libra em forte desvalorização e juros da dívida do Reino Unido disparam após polémico “mini-orçamento” de Liz Truss.
Comentários