Bolsonaro recebe hoje diploma do tribunal que confirma eleição

O último nome da equipa do presidente eleito do Brasil foi anunciado ontem nas redes sociais, pelo próprio presidente eleito, o advogado e administrador Ricardo de Aquino Salles para o Ministério do Ambiente.

O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, chega esta segunda-feira a Brasília para a cerimónia de entrega de diplomas com seu vice, Hamilton Mourão, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para a solenidade, foram distribuídos 700 convites. Os diplomas são assinados pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber, que abre a sessão solene e indica dois ministros para conduzirem os eleitos ao plenário.

A agenda do presidente eleito para esta semana é intensa e inclui reuniões com as bancadas do PSD, DEM, PSL, PP e PSB. Também há conversas com os governadores eleitos de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL), e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB).

As reuniões ocorrem no momento em que Bolsonaro já definiu toda a sua equipa ministerial, composta por 22 ministros. O último nome foi anunciado ontem nas redes sociais, pelo próprio presidente eleito, o advogado e administrador Ricardo de Aquino Salles para o Ministério do Ambiente.

Em busca de consenso para alinhar a base aliada no Congresso, o presidente eleito reúne-se amanhã (11) com a bancada do PSD. No dia seguinte (12), será a vez de conversar com o PSL, PP e PSB.

Na reunião com o PSL, o seu partido, Bolsonaro tentará dirimir as divergências internas que geraram troca de acusações. A sigla foi a que mais cresceu nas eleições deste ano, ganhando 42 novos deputados e se tornando a segunda maior bancada da Câmara, atrás apenas do PT, que tem 56.

Na semana passada, o presidente eleito conversou com integrantes do MDB, PRB, PR e PSDB.bolsonaro

Recomendadas

Conferência do Jornal Económico debate os grandes temas de 2023

O auditório principal do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) recebeu na passada sexta-feira, 16 de setembro, a conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Primeiro-ministro espanhol testou positivo à Covid-19

Sánchez não disse se estava a sentir-se doente ou se iria cancelar outros compromissos na próxima semana.

Portugal registou 18.315 mil casos e 37 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções em comparação à semana anterior.
Comentários