Cafôfo culpa PSD por descaracterizar o Mercado dos Lavradores

O presidente do autarquia diz que o seu executivo camarário tem feito investimento nos mercados municipais no sentido de os revitalizar, e anunciou que o município está a preparar um candidatura a fundos europeus para reabilitar a Praça do Peixe no Mercado dos Lavradores com uma estrutura museológica.

A culpa da descaracterização do Mercado dos Lavradores é do PSD, afirmou Paulo Cafôfo, presidente da Câmara Municipal do Funchal, após a reunião camarária desta quinta-feira.

“O Mercado foi descaracterizado quando o PSD deslocalizou as marrocanorias para dentro do Mercado. Nós o que temos feito é manter a identidade do Mercado. A horto-fruticultura são a maior parte dos espaços atribuídos. Temos requalificado a parte das floristas, e temos promovido eventos”, disse Cafôfo.

O presidente da autarquia diz que o seu executivo tem feito investimento nos mercados municipais, como o da Penteada e o dos Lavradores, no sentido de os revitalizar.

O autarca anunciou ainda que o município está a preparar uma candidatura a fundos comunitários para requalificar uma parte do Mercado dos Lavradores, nomeadamente a praça do peixe, com “uma estrutura museológica”.

Recomendadas

Madeira regista 54 acidentes de viação no espaço de uma semana

No total houve 21 feridos ligeiros: oito no Funchal, três em Santa Cruz e Câmara de Lobos, dois na Ribeira Brava, na Ponta do Sol e em Machico e um em Santana. Houve também dois feridos graves no Funchal.

Câmara do Funchal lança campanha gratuita de recolha de “monstros”

O Município justifica a importância desta campanha, dado o aumento da produção de resíduos na quadra natalícia que se avizinha e de forma a garantir uma maior proximidade com a população. Os munícipes deverão contactar as respetivas Juntas de Freguesias para a devida inscrição, de modo a solicitar a recolha dos “monstros” na sua residência.

Madeira: Movimento de passageiros nos aeroportos ficaram a mais de 30% acima dos valores de 2019

Entre janeiro e setembro de 2022, o movimento de passageiros nos aeroportos da RAM foi de aproximadamente 3.062,5 mil, significando um acréscimo homólogo de 134% e de 17% face aos valores registados nos primeiros nove meses de 2019. 
Comentários