Chauffeur Privé alarga oferta à Área Metropolitana de Lisboa e a Setúbal

A empresa que disponibiliza serviços de mobilidade vai passar a operar nas cidades de Vila Franca de Xira, Mafra, Ericeira, Barreiro, Alcochete, Montijo, Sesimbra e Setúbal.

A Chauffeur Privé, plataforma de transporte e mobilidade urbana, vai alargar a oferta dos seus serviços a novas zonas da Área Metropolitana de Lisboa e a Setúbal. A empresa que disponibiliza serviços de mobilidade vai passar a operar nas cidades de Vila Franca de Xira, Mafra, Ericeira, Barreiro, Alcochete, Montijo, Sesimbra e Setúbal.

Além disso, a Chauffeur Privé, passa a garantir a possibilidade de adicionar o seu NIF diretamente na app sem passos adicionais.”Agora, basta inserir antes da viagem o seu número de identificação fiscal e as faturas serão a partir daí emitidas com a respetiva identificação. Se alterar o número na viagem seguinte, as faturas seguintes serão imediatamente alteradas também”, garante um comunicado da empresa.

Sobre as atualizações da marca no mercado português, Sérgio Pereira, diretor-geral da Chauffeur Privé em Portugal, sublinha que a empresa tem “trabalhado no sentido de conseguir dar resposta ao que o nosso cliente pede, sabemos que são muito exigentes e é por isso que vamos continuar a evoluir a um ritmo constante”.

Já sobre a lei que regulamenta as plataformas eletrónicas de transporte, e que obriga agora a uma formação rodoviária dos condutores, o diretor-geral em Portugal assume que “a Chauffeur Privé visa posicionar-se como um verdadeiro parceiro de trabalho para os motoristas”.

Fundada em 2012, em Paris, a Chauffeur Privé conta com mais de dois milhões de clientes fidelizados e cerca de 18 mil motoristas em França. Em 2016, destacou-se como a segunda startup com maior crescimento em França e, em 2017, a multinacional alemã Daimler passou a ser a sua acionista maioritária.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.

Euribor sobem a três, seis e 12 meses para novos máximos de quase 14 anos

As taxas Euribor subiram hoje para novos máximos desde o início de 2009 a três, seis e 12 meses.

Maioria dos europeus tem hoje maior dificuldade em fazer face às despesas mensais

O disparo dos preços tem levado as famílias europeias a ter maior dificuldade em equilibrar o orçamento mensal. Não há dados específicos para Portugal, mas também cá os salários reais têm caído e o poder de compra emagrecido.
Comentários