China ajuda Coreia do Norte e Trump reage no Twitter

Embarcações norte-coreanas estão a fazer ligações ilegais com navios chineses no mar para se abastecer de petróleo, diz a imprensa sul-coreana. Trump não gostou e já reagiu no Twitter.

Jonathan Ernst/REUTERS

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira que estava “muito desapontado pelo facto da China permitir a entrada de petróleo na Coreia do Norte”, e que  “nunca vai haver uma solução amigável” para a crise do programa nuclear norte-coreano se isso continuar a acontecer, conforme escreveu no Twitter. A informação é da agência Reuters.

A China realçou que não há qualquer sanção da ONU que impeça a venda de petróleo para a Coreia do Norte, após um jornal sul-coreano noticiar que embarcações norte-coreanas estão a fazer ligações ilegais com navios chineses no mar para se abastecer de petróleo.

A administração Trump tem liderado uma iniciativa para intensificar as sanções globais contra Pyongyang, que tem feito esforços para desenvolver mísseis nucleares capazes de atingir os EUA. Washington diz que a total cooperação da China, vizinha e principal parceira comercial da Coreia do Norte, é vital para o sucesso da iniciativa, e alerta que todas as opções são cogitadas, inclusive as militares, para lidar com o regime norte-coreano.

Na semana passada, o Conselho de Segurança da ONU decidiu unanimemente adotar novas sanções contra a Coreia do Norte, tentando limitar ainda mais o acesso a derivados de petróleo refinado e bruto. A resolução da ONU visa proibir quase 90% das exportações de petróleo refinado para Pyongyang, estabelecendo um teto de 500 mil barris do produto por ano.

A medida delineada pelos EUA também pede um teto de 4 milhões de barris de petróleo bruto por ano para o país e exorta o Conselho de Segurança a adotar novas reduções, caso os norte-coreanos efetuem outro teste nuclear ou lancem outro míssil. A China já realçou várias vezes que está a aplicar totalmente as resoluções contra a Coreia do Norte, apesar de Washington, Seul e Tóquio desconfiarem de que ainda existem lacunas.

Recomendadas

Economia portuguesa abranda, mas cresce mais do que a média europeia

A economia portuguesa cresceu 4,9%, no terceiro trimestre, abrandando em comparação com a variação registado nos três meses anteriores. Ainda assim, Portugal conseguiu crescer mais do que a média da UE e da zona euro.

Preço das casas para arrendar em Portugal subiu 2,9% em novembro

No final do mês de novembro, arrendar casa tinha um custo de 12,5 euros por metro quadrado.

CEO da EDP diz que Portugal tem sido “exemplo de estabilidade” nos preços para as famílias (com áudio)

Em declarações aos jornalistas durante uma visita a um parque solar flutuante em Singapura, o CEO da EDP disse que a evolução dos preços em Portugal, incluindo um aumento médio de cerca de 3% do valor global da fatura de eletricidade dos clientes residenciais da EDP Comercial a partir de janeiro, “é uma coisa perfeitamente estável face ao enquadramento que existe”.
Comentários