Coletes Amarelos: PSP apela a manifestação ”pacífica e em respeito pela Lei”

No seguimento da manifestação ”Vamos Parar Portugal Como Forma de Prostesto” a PSP divulgou um comunicado em que apela que ”todos os cidadãos que decidam exercer o seu direito de manifestação, que o façam de forma pacífica e em respeito pela Lei.”

Rafael Marchante/Reuters

No seguimento da realização de manifestações, desfiles ou outras ações de protesto na via pública divulgadas sob o tema “Vamos parar Portugal como forma de protesto”, a Polícia de Segurança Pública – PSP, divulgou um comunicado que sublinha que ”todos os cidadãos que decidam exercer o seu direito de manifestação, que o façam de forma pacífica e em respeito pela Lei.”

As manifestações a decorrer no próximo dia 21 de dezembro, em vários pontos de país, serão monitorizadas pela PSP e será adotado um dispositivo de segurança adequado a cada uma das ações que venham a decorrer de forma a que o direito de manifestação seja exercido de forma livre e segura.

No comunicado, as autoridades policiais informam que os grupos ou ”cidadãos que pretendam realizar reuniões, comícios, manifestações ou desfiles em lugares públicos (…) devem comunicar essa intenção, por escrito e com a antecedência mínima de dois dias úteis”, para que ”se possa realizar [uma] reunião prévia com as autoridades policiais locais, de forma a que o direito de manifestação seja exercido de forma livre e segura”, explica a nota.

A primeira divulgação do evento ”Vamos Parar Portugal como Forma de Protesto”, com uma adesão de milhares de utilizadores, terá sido apagado na rede social Facebook por ordem desconhecida.

Fonte: Vamos Parar Portugal Como Forma de Protestopro [Facebook]
Contudo, foi divulgado um novo na rede social em que se confirma a manifestação para dia 21 de dezembro, em Lisboa, Porto, Faro, Beja, Loures Alverca e Viseu.

Relacionadas

Marques Mendes: “O Governo está cercado de greves por todo o lado”

O comentador explicou que o eclodir da greves se deve à ausência de oposição política: “quando não há oposição política, o vazio é preenchido na rua”.

Risco de contágio? Manifestação de “coletes amarelos” pode chegar a Portugal

Evento no Facebook convoca protesto para o próximo dia 21 de dezembro e cerca de nove mil perfis já confirmaram presença.

Mais de 150 detidos e cinco vítimas na manifestação dos coletes amarelos

As forças de segurança francesas detiveram este sábado 157 pessoas na manifestação dos coletes amarelos em Paris, anunciou a polícia local, falando ainda em cinco vítimas ligeiras até às 18h00.
Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

Eduardo Cabrita é candidato a diretor executivo da Frontex (com áudio)

O ex-ministro da Administração Interna apresentou a sua candidatura individual a este cargo em julho, tendo sido uma das 78 inscrições internacionais à posição máxima neste órgão europeu, avançou a rádio “Renascença” e confirmou o jornal online “Observador”.

Sindicatos desconvocam greve no Metro de Lisboa marcada para quarta-feira (com áudio)

No entanto, a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações entregou um novo pré-aviso de paralisação para 25 de outubro.
Comentários