Cotrim Figueiredo andou à procura de uma mochila na feira, mas não encontrou o que queria

O presidente da Iniciativa Liberal andou este sábado pela feira do Monte Abraão, em Sintra, à procura de uma mochila para carregar a “responsabilidade de mudar Portugal”, mas não encontrou nem o tamanho, nem a cor pretendida. Cotrim garantiu que não irá viabilizar um governo do PS, PCP, BE ou Chega.

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) andou este sábado pela feira do Monte Abraão, em Sintra, à procura de uma mochila para carregar a “responsabilidade de mudar Portugal”, mas não encontrou nem o tamanho, nem a cor pretendida.

“É muito pesada a responsabilidade de mudar Portugal”, disse João Cotrim Figueiredo, acrescentando que a mochila que usa atualmente está “por um fio”, tal como o país, e a necessitar de ser substituída, assim como o governo.

O liberal afirmou ter esperança de, até ao dia das eleições, encontrar uma mochila adequada que aguente também com as 600 páginas do seu programa eleitoral e as muitas medidas propostas para mudar o país.

Além das mochilas, Cotrim Figueiredo virou a sua atenção para as tendas onde se vendiam malas e pastas, mas também aí não conseguiu encontrar nada ao seu gosto.

“Não havia malas, nem pastas, mas não estou nada preocupado com isso”, garantiu, numa clara alusão à possibilidade de assumir determinada pasta em caso de integrar uma coligação.

Para, logo de seguida, dizer que após as eleições legislativas vai discutir políticas e, só depois, ver o “tamanho e cor” da mala a comprar.

E, enquanto ia percorrendo o recinto da feira e tirando selfies, o presidente da IL garantiu que não irá viabilizar um governo do PS, PCP, BE ou Chega.

Falando que a sua posição é, neste aspeto, “claríssima”, o liberal teve a oportunidade de comprar um “relógio anti-Chega”, isto segundo o feirante, mas optou por não o fazer por já ter muitos.

“Não puxe por mim”, pediu o liberal que, pelo caminho, se cruzou com uma comitiva do PSD onde, além de abraços, houve votos de boa sorte de ambas as partes.

A comitiva da IL, sem fazer concorrência aos demais feirantes, ia “vendendo o seu produto” e apregoando que com eles “é tudo a 15% de IRS”.

A meio do percurso, João Cotrim Figueiredo foi interpelado por uma senhora que, mais do que o IRS, estava preocupada com o estado da saúde em Portugal, nomeadamente com o facto de estar sem médico de família há oito anos.

Recomendadas

José Luís Carneiro, das comunidades portuguesas no estrangeiro à Administração Interna

José Luís Carneiro é o novo ministro da Administração Interna e regressa a um ministério no qual já desempenhou o cargo de assessor entre 1999 e 2000. O antigo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas tem uma forte ligação ao poder local.

PS conquista dois mandatos do círculo da Europa e reforça maioria absoluta para 120 deputados

Depois de na primeira votação, a 30 de janeiro, PS e PSD terem conquistado um mandato cada um no círculo da Europa, na repetição da votação, o PS acabou por eleger o cabeça-de-lista pelo círculo, Paulo Pisco, mas também o segundo nome na lista, Nathalie de Oliveira.
eleições_legislativas_voto_urna_votar

Legislativas: Governo diz que votaram 152 emigrantes no fim de semana

Segundo o Governo “esse número representa um acréscimo de 31% face aos 116 cidadãos que exerceram o seu direito de voto presencial” a 30 de janeiro.
Comentários