“Dia de alento e esperança”. António Costa saúda arranque do plano de vacinação contra a Covid-19

Através de uma publicação na rede social “Twitter”, o chefe do Governo considera que este será um “dia de alento e esperança que nos dá força para continuar a trabalhar com a mesma determinação”.

Tiago Petinga/Lusa

O primeiro-ministro António Costa destacou este domingo o arranque do plano de vacinação contra a Covid-19. Através de uma publicação na rede social “Twitter”, o chefe do Governo considera que este será um “dia de alento e esperança que nos dá força para continuar a trabalhar com a mesma determinação”.

Portugal iniciou o processo de vacinação contra a Covid-19 este domingo de manhã, passavam cerca de sete minutos das 10h00. O primeiro fármaco desenvolvido pela Pfizer/BioNTech, foi administrado a António Sarmento, no Centro Hospitalar Universitário de São João (Porto), pela enfermeira Ana Isabel Ribeiro, que também irá receber a vacina ainda hoje.

A ministra de Saúde, Marta Temido, anunciou este domingo que o processo de vacinação em estruturas residenciais para idosos irá iniciar-se ainda em janeiro, em declarações proferidas no Hospital de São João, no Porto, na cerimónia que marcou a administração da primeira vacina em Portugal.

“Estimamos que nessas semanas em janeiro, em que vamos receber mais vacinas, passemos o processo de vacinação para profissionais de estruturas residenciais para idosos e de residentes nessas estruturas. Temos esse trabalho avançado no sentido de identificar todas estas estruturas, onde estão a decorrer surtos (onde não será indicada a vacinação) e da identificação dos profissionais que irão administrar as vacinas”, explicou a ministra de Saúde.

Relacionadas

Vacinação no Hospital Curry Cabral começa com o médico Fernando Nolasco

“A vacina ajuda a resolver o problema, dá-nos mais segurança, e uma capacidade que precisamos de ter para resolver a situação”, disse o internista e nefrologista de 68 anos.

Bastonário dos médicos: “Não tive a mínima hesitação em me apresentar para ser vacinado”

Miguel Guimarães, enquanto profissional de saúde, foi um dos convocados para a primeira fase do processo de vacinação contra a Covid-19. “O efeito da vacina vai-se sentir mais tarde, quando cerca de 70% da população estiver vacinada”, advertiu o médico.

Vacinas contra a Covid-19 vão ser administradas em lares já em janeiro, anuncia Marta Temido

“Estimamos que nessas semanas em janeiro, em que vamos receber mais vacinas, passemos o processo de vacinação para profissionais de estruturas residenciais para idosos e de residentes nessas estruturas”, explicou a ministra de Saúde.

Portugal inicia processo de vacinação contra a Covid-19. Já foi administrada a primeira vacina 

A primeira vacina foi administrada ao médico e professor António Sarmento, diretor do serviço de infecciologia no Centro Hospitalar de São João, no Porto. “É evidente que o risco não é zero, mas também não é zero para nenhuma medicação ou vacina nova que se venha a desenvolver”, disse.
Recomendadas

OE2023: PAN critica “rumo de desvalorização salarial” da função pública

A porta-voz do PAN criticou hoje a proposta de aumentos salariais para a função pública, apontando um “rumo de desvalorização salarial” e alertando que os funcionários públicos “viverão com menos recursos” no próximo ano.

OE2023: Iniciativa Liberal vai insistir no desagravamento de vários impostos

O líder da Iniciativa Liberal (IL) disse hoje, em Coimbra, que o partido vai apresentar cerca de uma dúzia de propostas de alteração ao Orçamento de Estado para 2023, que visam o desagravamento de vários impostos.

OE2023: “É insano pretender que a política orçamental seja a salvadora de todos”, diz coordenador da UTAO

Em entrevista à Lusa, Rui Nuno Baleiras, coordenador da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), defende que a política orçamental não pode anular o efeito da política monetária, sob pena de agravar as condições futuras.
Comentários