PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

O reitor da Universidade da Madeira (UMa), José Carmo, afirma que nesta altura está fora de hipótese para a UMa passar a ter a licenciatura do curso de Direito. No entanto, o reitor admite que esta área tem capacidade de atracção e poderia reter alguns estudantes madeirenses na região. “Neste momento não está em cima da mesa, mas é uma área que atrai claramente. Há cerca de cinco anos que há muitos estudantes da Madeira que vão para cursos de Direito no continente.

Julgo que alguns deles certamente preferiam ter cá o curso. Para isso teríamos de contratar doutores para lecionarem Direito. Mas essa não é a perspetiva neste momento”, explica José Carmo. O reitor diz ainda que nesta altura “está fora de questão” abrir mais áreas com licenciatura. “Isso exigiria contratar um novo corpo docente de doutores. Estamos a falar de verbas para as quais não temos capacidade. Se tivéssemos um reforço financeiro poderíamos estudar essa hipótese – essa como outras –, mas neste momento está fora de questão abrir novas áreas”, reforça o reitor.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 2 de agosto.

[frames-chart src=”https://s.frames.news/cards/gastos-com-educacao/?locale=pt-PT&static” width=”300px” id=”513″ slug=”gastos-com-educacao” thumbnail-url=”https://s.frames.news/cards/gastos-com-educacao/thumbnail?version=1542820751311&locale=pt-PT&publisher=www.jornaleconomico.pt” mce-placeholder=”1″]

Recomendadas

PremiumNovo embargo à Rússia com impacto no preço do gasóleo na bomba

Um quarto do gasóleo consumido na Europa continua a vir da Rússia, mas a partir de 5 de fevereiro entra em vigor novo embargo. Analistas apontam que preços na bomba estão em risco de sofrer aumentos.

PremiumJá não há forma de a guerra escapar a uma escalada de violência

A decisão de enviar tanques de guerra ocidentais para a Ucrânia transformou os próximos meses numa ‘janela de oportunidade’ para as tropas russas. As notícias de que Moscovo está a preparar nova ofensiva para fevereiro ou março têm tudo para serem levadas a sério.

PremiumEfeitos base levam Portugal a liderar crescimento europeu

Os 6,7% de 2022 ficam bem acima dos 3,5% da zona euro e até da previsão de 6,5% do Governo, mas refletem um atraso na recuperação da economia nacional. Inflação voltou a recuar abaixo da europeia, mas core ainda preocupa.
Comentários